O impacto causado pela saída de Scott Forstall da Apple

Por Redação | 01.11.2012 às 14:50

Uma notícia divulgada na última segunda-feira (29) pegou muita gente de surpresa e ainda está sendo muito comentada na web.

A saída de Scott Forstall, vice-presidente sênior do iOS da Apple, está sendo largamente discutida, não só pelo "fracasso" que ele experimentou com o novo sistema de mapas que implementou, mas também porque isso resultou em uma profunda mudança organizacional dentro da empresa.

A maioria dos envolvidos com a Apple têm uma opinião a respeito da saída do executivo - alguns a favor, outros contra, mas sempre com algo a dizer sobre o assunto. Ainda existem muitos pontos nebulosos nas notícias que circulam pela Internet a respeito de Forstall.

O respeitado The New York Times, por exemplo, noticiou que Forstall era um dos executivos que incorporava melhor a visão tecnológica de Steve Jobs, com quem ele chegou a trabalhar durante muito tempo. Mas, segundo o jornal, ele também era conhecido como ambicioso, o que aumentou os atritos com outros executivos seniores, principalmente após a morte de Jobs.

Foi dito, inclusive, que ele se recusou a assinar uma carta de desculpas pelo fracasso do novo sistema de mapas do iOS6. Mas o pessoal do site GigaOm, que afirma ter algumas fontes dentro da própria Apple, disse que esse fato não foi confirmado por quem trabalha na companhia.

Essas mesmas fontes disseram que a saída de Forstall não foi planejada, mas sim uma decisão de última hora. Tanto que muitos dentro das equipes do iOS e OS X só ouviram sobre o assunto minutos depois de a notícia sair na mídia. Até mesmo alguns engenheiros teriam sido pegos de surpresa.

Fato é que a saída do chefão do iOS deixou muito trabalho acumulado para outros executivos da empresa. Conforme foi anunciado, Jony Ive, Bob Mansfield, Eddy Cue e Craig Federighi vão adicionar mais responsabilidades aos seus papéis.

Craig Federighi, que está assumindo o trabalho de Forstall junto com a supervisão do Mac OS X empresarial, é alguém que precisa provar que vai conseguir tocar o barco tranquilamente. Segundo o GigaOm, ele não é tão decisivo quanto o antigo vice-presidente sênior do iOS.

Já o site AppleOutsider destaca o quão profunda foi essa mudança organizacional orquestrada por Tim Cook. Isso afetou um regime que não sofria tantas mudanças há anos, separando, inclusive, produtos que são decisivos para a empresa em diversas áreas. Em suma, Craig Federighi agora comanda os softwares, Jony Ive os designs e Eddy Cue os serviços.