Novos produtos da Apple serão os melhores dos últimos 25 anos, diz executivo

Por Redação | 29.05.2014 às 11:31

O que a Apple vai anunciar no segundo semestre deste ano ainda é um mistério. Os rumores mais recentes apontam para a sexta geração do iPhone e o tão comentado relógio inteligente iWatch. Enquanto várias informações não param de surgir, a companhia segue com o desenvolvimento desses novos produtos – tudo em segredo.

No entanto, de acordo com a própria empresa, os usuários podem esperar por grandes surpresas nos próximos meses. Em entrevista na Code Coference, evento realizado pelo site Re/Code na Califórnia, Estados Unidos, o chefe da divisão do iTunes e do iCloud, Eddy Cue, disse que os gadgets da Maçã que serão apresentados até o final de 2014 são os melhores produtos que ele já viu em toda sua trajetória na companhia.

"No final deste ano, teremos a melhor linha de produtos que já pude presenciar em meus 25 anos na Apple", disse. O executivo compareceu ao evento com Jimmy Iovine, cofundador da Beats Electronics, adquirida pela gigante de Cupertino. Obviamente, Cue não deu detalhes sobre quais são esses produtos, nem se eles entram na categoria de hardware ou software. Durante a entrevista, Cue comentou rapidamente sobre a Apple TV, mas nada ligado diretamente ao line-up de futuros lançamentos.

A compra da Beats Electronics, assim como seu serviço de música Beats Music, foi oficializada pela Apple nesta quarta-feira (28) e a empresa desembolsou US$ 3 bilhões pela fabricante de fones de ouvido. Segundo o CEO da Maçã, Tim Cook, a fusão das duas empresas "representa a continuidade de um projeto de inovação e criação de novos serviços para clientes da marca". Além de Iovine, o rapper Dr. Dre, que também ajudou na fundação da Beats, integra o time de executivos da Apple. Ambos devem ajudar na criação de novas ferramentas voltadas para o mercado musical.

Code Conference

Eddy Cue ao lado de Jimmy Iovine na Code Conference (Foto: Re/code)

Em todo o caso, a Apple parece preocupada com seus próximos lançamentos, em partes para superar o fiasco do ano passado, quando o iPhone 5C "de baixo custo" foi anunciado. O próprio Tim Cook disse em entrevistas recentes que a companhia "está mais perto do que nunca" de entrar em uma nova categoria de produto – o que não quer dizer muita coisa, mas pode indicar a chegada do iWatch. Segundo o executivo, o impacto desse novo produto será tão grande como na época em que Steve Jobs revelou os primeiros modelos de iPhone e iPad, em 2007 e 2010, respectivamente.

Fora o iWatch, outra hipótese é um sistema de pagamentos móveis para o iPhone, que permitirá ao dono do aparelho efetuar compras em sites da internet através do iTunes usando o leitor de impressões digitais Touch ID – recurso que, por enquanto, só está no iPhone 5S. Na opinião do CEO, essa é uma área "muito interessante" e que poderia ser incorporada ao iTunes, já que a maioria dos usuários utiliza cartão de crédito. Atualmente, a plataforma possui quase 800 milhões de contas.

Mais notícias sobre a Apple: