Novo Airbus A350 passa por fase final de testes em São Paulo

Por Rafael Romer | 07 de Agosto de 2014 às 18h23
photo_camera Rafael Romer/Canaltech

A nova aeronave comercial A350 XWB, da montadora francesa Airbus, fez a penúltima parada de seu processo de cerficação na manhã desta quinta-feira (07), em São Paulo, no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

A cidade foi a sexta e última a receber o avião, que realiza sua terceira bateria de testes e teve o itinerário iniciado em Toulouse, na França, no último sábado. Antes de chegar por aqui, o avião passou por Johanesburgo, na África do Sul, Sydney, na Austrália, Auckland, na Nova Zelândia, e Santiago, no Chile. Ainda hoje, o avião retorna para a França.

O novo modelo traz uma série de novas tecnolgias, que devem reduzir seu custo médio de operação, assim como melhorar o conforto geral dos passageiros para voos de longa distância.

De acordo com a Airbus, o chassis extra largo (XWB, em inglês) do modelo é construído com uma nova configuração de metais, que incluiu 53% de materiais compostos, 14% de titânio e o restante de alumínio, o que garante até 60% de melhora na resistência à corrosão e fadiga dos metais.

Airbus A350

Antes de chegar por aqui, o avião passou por Johanesburgo, Sydney, Auckland e Santiago. Ainda hoje, o avião retorna para a França (foto: Rafael Romer/Canaltech)

A asa do modelo também chama a atenção, com uma curva perceptível no final. Composta principalmente de materiais de fibra de carbono, as asas têm uma envergadura de 64,75 metros – contra 60,3 metros dos modelos A340 e A330. De acordo com a empresa, com as asas redesenhadas, que podem ser modificadas de acordo com necessidades do voo, o novo modelo também pode atingir velocidade de cruzeiro de até 1.041 Km/h.

O A350 herdou ainda algumas das tecnologias de seu "irmão mais velho", o A380. A aeronave elimina a necessidade de disjuntores no cockpit e tem todo o sistema de cabeamento "enterrado" por baixo do piso da cabine, com um método de controle de energia mais inteligente.

Isso garante uma maior eficiência energética à aeronave, que consome 9% menos combustível do que seu atual concorrente, o Boeing 787. Segundo a empresa, o avião tem uma eficiência até 25% maior em relação ao custo por passageiro em voos de longo alcance. São até 369 assentos, contra 335 do 787.

Algumas da inovações também foram para dentro da cabine, que possui assentos consideravelmente mais confortáveis, com 18 polegadas na classe econômica contra 17,3 polegadas do 787. Agora, todas as telas do sistema de entretenimento de bordo também foram atualizadas para displays touchscreen de 12 polegadas com 720p (HD).

Caminho do A350

O A350 ainda passará por mais uma viagem antes de terminar sua certificação para estar pronto para ser operado por companhias aéreas. Decolando de Toulouse no próximo sábado (09), a aeronave agora passará por Doha (Catar), Perth (Austrália), Moscou (Rússia) e Helsinki (Finlândia) antes de voltar para a França.

As primeiras unidades do A350 já começaram a ser comercializadas e a expectativa é que a primeira entrega, para a Qatar Airways, aconteça até o final deste ano.

Aqui no Brasil, o primeiro A350 em operação deverá ser do Grupo Latam Airlines, que já encomendou 27 unidades e deverá receber seus primeiros aviões até o final de 2015. De acordo com a Airbus, o Grupo Synergy, do qual faz parte a Avianca, encomendou outras 10 aeronaves, e a Azul Linhas Aéreas realizou leasing de outras cinco.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.