Novas tecnologias estão revolucionando o mundo do futebol

Por Colaborador externo | 16 de Julho de 2014 às 06h05
photo_camera Meu Timão

Por Gustavo Amorim*

O futebol é um negócio milionário e altamente competitivo. Além da competição dentro de campo, as equipes ainda precisam ganhar a luta diária pela atenção e lealdade dos torcedores e patrocinadores. E a tecnologia tem proporcionado novas maneiras para envolver o público. Algumas tecnologias, antes restritas às empresas, agora, chegam para o negócio dos esportes e podem melhorar a gestão administrativa dos times, de suas arenas e da interação com os torcedores, melhorando a experiência dos fãs, seja nos próprios estádios ou remotamente.

Aplicações de análise de informações e de gestão já estão mudando o mundo do esporte. As ferramentas disponíveis pretendem ajudar os times a melhorar o acompanhamento e a performance de jogadores. A seleção da Alemanha, por exemplo, utilizou aqui no Brasil uma tecnologia de análise de informações, que são captadas nos treinos com o objetivo de ajudar a tomada de decisões de seu treinador e comissão técnica.

As tecnologias já existem e até são utilizadas na Europa. Por exemplo, o time alemão TSG 1899 Hoffenheim, que disputa a Bundesliga – liga de elite do futebol alemão – possui todo um aparato tecnológico para os membros da comissão técnica poderem analisar dados dos desempenhos dos jogadores nos treinamentos em tempo real.

Além de ter as informações instantaneamente, o técnico do time pode, por exemplo, ver toda a movimentação do treino em um tablet como se fosse um vídeo game. Também tem a possibilidade de corrigir erros de posicionamento, como dois jogadores de um mesmo setor que jogam muito longe um do outro. É incrível.

Já existe uma gama de inovadoras soluções tecnológicas que garantem avançados sistemas de análise para as equipes, cujo objetivo é aprimorar os seus desempenhos nos treinos e nas competições. As soluções de análise inteligente de dados oferecem visões realísticas do que está acontecendo nos treinos por meio do uso de visualizações em 3D e em tempo real. Dados gerados após os treinos também fornecem às equipes ferramentas para análise de desempenho e otimização da estratégia, ajudando-as a tomar as melhores decisões para jogarem melhor.

Para análises de desempenho de jogadores, a tecnologia pode auxiliar os treinadores com informações captadas nos treinamentos e disponibilizadas em um computador ou dispositivo móvel, como tablets, onde o técnico pode analisar a performance da cada atleta sob seu comando em diversas categorias, como velocidade, posição que mais ocupa no campo, porcentagem de acerto de assistências, capacidade para dribles curtos, entre outras. Tudo isso para tomar as melhores decisões de escalação do time ideal ou até mesmo para direcionar treinamentos específicos para jogadores com defasagem em algum aspecto técnico.

E como isso é possível? Antenas aéreas são instaladas no campo de treino para captar e transmitir em tempo real os dados de cada movimentação dos atletas, que usam sensores nas meias. As informações também são detectadas de sensores instalados no gramado.

Outra inovação é a tecnologia que permite que os times aprimorarem a interação com seus torcedores. O objetivo, neste caso, é criar uma experiência diferenciada, desde a compra do ingresso até o dia do jogo. Veja que interessante: existe a possibilidade do comprador procurar por amigos em todo o estádio, ou seja, ele consegue ver o rosto dos seus contatos das redes sociais nos lugares específicos onde adquiriram o ingresso. Assim, podem comprar um ticket próximo a eles. Outra vantagem é o fato de permitir a compra antecipada de serviços, como alimentação, evitando, assim, que a pessoa enfrente eventuais filas.

Dentro dessa categoria de experiência do torcedor, os times podem oferecer serviços aos fãs , como informação de previsão do tempo antes, durante e depois do jogo, dados estatísticos da partida e até o local onde será a comemoração da torcida, claro, no caso de vitória. Tudo isso em tempo real e para qualquer dispositivo móvel.

Os membros da comissão técnica também podem tirar vantagem da tecnologia. Com as informações dos jogadores armazenadas, por meio de um conjunto de aplicativos, estes profissionais podem acessar importantes dados estatísticos, como quem está machucado, onde é a lesão, ver o histórico de contusões de atletas, acessar planos de treinamentos, entre outras possibilidades. A equipe do TSG 1899 Hoffenheim, da Alemanha, já utiliza este tipo de sistema.

Por fim, em se tratando de gestão eficiente de arenas, já há grandes exemplos de sucesso no mundo e que podem servir de base para os gestores das novas arenas brasileiras. O Madison Square Garden, complexo esportivo localizado em Nova York, nos Estados Unidos, é reconhecido como um dos melhores lugares do mundo para se assistir a jogos e espetáculos de entretenimento. O uso de aplicativos analíticos, combinados com a capacidade de atingir os torcedores e escutar a opinião deles por meio de dispositivos móveis e em tempo real traz muita vantagem para os times e gestores de arenas.

As inovações tecnológicas estão no mercado para ajudar os clubes a serem mais competitivos, obterem mais receita e melhor se relacionarem com seus torcedores. Os dirigentes devem ficar atentos a essa tendência – que na Europa, por exemplo, já é uma realidade – para não correr o risco de ficar para trás diante de seus oponentes. O jogo já começou e todos os milhões de fãs estão na torcida pela modernização do futebol no país da bola.

* Gustavo Amorim é vice-presidente de marketing da SAP América Latina

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.