Nova imagem do suposto Moto X+1 mostra que aparelho deve ter acabamento em bambu

Por Redação | 22 de Agosto de 2014 às 09h50
photo_camera Divulgação

Evan Blass, mais conhecido como @evleaks, anunciou há algumas semanas que irá se aposentar. Mas o repórter de tecnologia, que ficou famoso pela divulgação de inúmeros produtos de tecnologia, ainda não se ausentou completamente da internet. Na noite desta quinta-feira (21), ele divulgou uma nova imagem do suposto novo smartphone da Motorola, o Moto X+1.

Mais uma vez, as fotos precisam ser tratadas como rumor, uma vez que a companhia não confirmou oficialmente a veracidade das imagens. Contudo, já se sabe que a empresa irá revelar pelo menos dois novos celulares no mês que vem em um evento agendado para o dia 4 de setembro, em Chicago, Estados Unidos. Pelo menos é isso o que indica o convite enviado para a imprensa, que mostra o ícone de dois telefones - um com a letra "X" e o outro com a letra "G".

Se forem verdadeiras, as imagens publicadas pelo @evleaks mostram que a Motorola continuará apostando em smartphones com diferentes tipos de acabamentos. Isso inclui a capa traseira feita em plástico na cor preta e também em bambu, dois materiais utilizados pela fabricante na geração anterior do Moto X.

Moto X+1

Moto X+1 deve contar com acabamentos feitos em plástico e fibra de bambu (Foto: Divulgação/@evleaks)

Ainda com base em alguns rumores, especula-se que o Moto X+1 venha com um processador quad-core Qualcomm Snapdragon 801 de 2,5 GHz, 2 GB de memória RAM, tela de 5,2 polegadas, armazenamento interno de 32 GB (não se sabe se será expansível via cartão microSD) e sistema operacional Android 4.4.4 KitKat. Esta é a mesma configuração de um aparelho homologado recentemente pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), o que indica que os novos dispositivos da Motorola não devem demorar muito para serem comercializados no Brasil.

O novo Moto X+1 deve ser anunciado junto com um novo modelo do Moto G, que por sua vez deve vir com tela HD de 5 polegadas, processador Snapdragon 400 com quatro núcleos de 1,2 GHz, CPU Cortex-A7 e GPU Adreno 305. Além disso, o aparelho terá 1 GB de memória RAM, memória interna de 8 GB, sistema Android 4.4.4 KitKat, uma câmera traseira de 8 MP com capacidade para gravar vídeos em alta definição e câmera frontal de 2 MP que também filma em HD. Não há informações sobre preços.

Despedida

Ao divulgar a foto do suposto Moto X+1, Evan Blass postou a seguinte mensagem: "Meu presente de aposentadoria para vocês". No início deste mês, o repórter de tecnologia anunciou que deixará de trabalhar com os vazamentos na web porque, segundo ele, é difícil monetizar o conteúdo criado em tempo integral através do Twitter. Em entrevista ao site The Next Web, ele contou que fez várias tentativas com tuites patrocinados e até chegou a aceitar doações, mas que mesmo assim os visitantes não eram incentivados a continuar com o engajamento.

Além disso, Blass lida há dez anos com o diagnóstico de esclerose múltipla, doença autoimune que afeta o cérebro e a medula espinhal (sistema nervoso central), fazendo com que o sistema imunológico confunda células saudáveis e as ataque, provocando lesões no cérebro. Uma campanha de financiamento coletivo no site IndieGoGo busca arrecadar US$ 100 mil para ajudar Blass no tratamento da doença e continuar seu trabalho no Twitter. Até o momento, já foram doados pouco mais de US$ 8 mil.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.