Nova geração de consoles: veja o que teremos com a chegada das novas plataformas

Por Vanessa Lee | 25 de Agosto de 2012 às 10h00

Os hardcore gamers terão muito o que comemorar com a próxima geração de consoles, considerando as apostas que os especialistas de mercado estão fazendo e as especulações diversas sobre os produtos que devem chegar já no próximo ano.

Em contrapartida tem gente chorando, pedindo para que as desenvolvedoras de hardware não se adiantem tanto, mas o que fazer se a tecnologia não tem freios? Temos de caminhar com ela, não é mesmo?! Pensando nisso, relatamos alguns dos principais ítens que deveremos ter quando o Playstation 4 ou o Xbox 720 chegarem ao mercado.

TVs com resolução 4K

Pegando a mão da boataria, invadimos o subconsciente da Sony (brincadeira) e descobrimos por alto que o novo console será uma máquina tão animalesca em termos gráficos, que vamos ver pela primeira vez games com resolução 4K, ou ultra-HD. Serão ao todo 8 milhões de pixels, ou uma resolução de 3840x2160 pontos. Isso é quatro vezes mais que a resolução atual, que é de 1920x1080. (mais sobre esse assunto)

nova geração 1

Integração entre plataformas

A relação entre as novas tecnologias será mais conveniente. Hoje já usamos o vídeogame portátil como controle sobressalente para o PS3, e os tablets para transportar imagens para a TV. Mas haverá uma aceleração nesse sentido com o Wii U, e também com os novos Xbox e Playstation 4.

Os usuários poderão jogar e assistir filmes, pausar e continuar de onde pararam em um segundo momento, com um dispositivo específico. A tecnologia SmartGlass fará essa conexão e servirá como dispositivo remoto, sendo o Gamepad, do Wii U, o PS Vita ou o celular algumas das ferramentas com essa finalidade. Uma inteligência que usa dos conectores externos para resolver o problema dos usuários, que estão cada vez mais sucetíveis a facilidades.

nova geração 3

Comunicação facilitada

Se já é confortável jogar e se comunicar com os amigos ao mesmo tempo, com o uso dos equipamentos atuais, futuramente teremos uma experiência muito melhor nesse sentido. A interação entre as plataformas será ainda mais amarrada, aumentando ainda mais a conexão interpessoal.

Teremos o Skype como ferramenta útil de comunicação para o próximo Xbox - grande exemplo de uma mudança produtiva. Será possível realizar chamadas telefônicas gratuitas pela plataforma sem atrapalhar a jogatina, que acontecerá simultaneamente.

Apesar da Nintendo não conseguir acompanhar uma parcela do caminho da nova geração, ela, com seu Wii U, também entrará para o mundo interativo do qual estamos falando, onde será possível realizar vídeo-conferências com o uso desse aparelho.

nova geração 4

Conteúdo digital

Tá aí uma coisa que está deixando a cabeça dos jogadores com dúvidas. Algumas declarações denotam a inserção definitiva das mídias digitais no mundo dos games, extinguindo quase que totalmente o uso de mídia física.

Como as opiniões se dividem, vamos analisar o que já temos no mercado. Alguns conhecedores do assunto acreditam que o varejo de games não consiga sobreviver por mais 10 anos, enquanto outros acham que isso é balela e o povo gosta mesmo é de colecionar suas peças, tanto quanto jogar.

Nas declarações sobre as configurações de hardware dos novos consoles, tudo leva a crer que as mídias físicas persistirão, porém a movimentação dos jogos digitais na rede está à toda, tanto que, em breve, as datas de lançamentos para os títulos disponíveis online serão obrigatórias, assim como ocorre com os DLCs.

Obviamente que haverá uma briga de valores entre uma mídia e outra, já que os games que estão disponíveis para download são muito mais baratos. O que quebra as pernas do mercado aí é a pirataria. A melhor estratégia para dissipar o mercado ilegal é "obrigar" o jogador a comprar online.

Em 2013, teremos mais certeza sobre isso.

nova geração 2

Subscrições opcionais - Preparação de terreno para a nova geração

Obviamente que com a iminência dos lançamentos das novas plataformas, as desenvolvedoras Sony e Microsoft iriam fazer algo para despachar mais e mais Xbox 360 e Playstation 3 pelo mercado. Temos daí as promoções, baciadas desesperadas para vender consoles.

Ok, os jogadores que ainda não compraram as máquinas da atual geração podem comemorar. Os kits atuais não se limitarão a videogame + periférico. Com o intuito de aumentar o número de usuários na rede, nada mais justo do que colocar as subscrições como parte desse plano.

A Microsoft já começou essa tacada de mestre, ao anunciar que seu Xbox 360 + Kinect custariam apenas US$ 99, o equivalente a R$ 200. Porém, o usuário teria de assinar, pelo período de um ano, a subscrição Gold, da Live, pagando 15 dólares mensais, com direito a Stream.

Não tem como sair perdendo de um lance como esse, e os grandes sabem disso. No entanto, a Sony repensa a possibilidade desse modelo de assinatura, porque se ela cortar os custos sobre a produção do PS3, isso pode acabar gerando mais gastos do que lucro.

Pelo menos os "caixistas" podem comemorar.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.