Nova ferramenta do Google lança mapas temáticos da National Geographic

Por Redação | 05.03.2014 às 12:15 - atualizado em 06.03.2014 às 02:13

Um novo serviço do Google lançado na semana passada disponibiliza para o usuário uma coleção de mais de 500 mapas do mundo produzidos pela National Geographic, que há décadas produz catálogos detalhados que revelam os aspectos físicos, culturais e a história da nossa civilização.

Os mapas da National Geographic podem ser encontrados em uma seção específica do Google Maps Gallery, que inclui mapas de referência, mapas de parede, suplementos da aclamada publicação e outras criações feitas ao longo dos anos. O mais interessante é que tudo é feito em cima dos mapas-base do Google, segundo publicação do jornal O Globo.

Exemplos incluem um mapa detalhado da Europa na década de 1920, onde é possível ver a União Soviética sendo formada e diversos países que hoje não existem mais; um mapa detalhado de navios afundados na costa leste norte-americana; ou ainda um mapa da Palestina mostrando como era a divisão dos Estados no início do século passado.

Google Maps Gallery - Mapa da Palestina

Frank Biasi, diretor de desenvolvimento digital para a National Geographic Maps em Evergreen, no Estado norte-americano do Colorado, explica que a nova ferramenta aproveita o Google Maps Engine no back-end, sobrepondo o mapa do Google com o mapa a ser visualizado naquela área específica.

“Isso permite que organizações publiquem mapas para seus próprios sites, mas o Google Maps também tem um programa de dados públicos e eles convidaram alguns editores, incluindo a Biblioteca do Congresso, o Banco Mundial e a National Geographic para compartilhar mapas publicamente através do Maps Gallery”, diz Biasi.

Os novos mapas estão sendo integrados aos resultados de pesquisa do Google. “Se alguém faz uma busca por ‘mapas da Índia’ ou algo assim, qualquer um dos nossos mapas que têm essas palavras serão mostrados com destaque na classificação dos resultados”, completa ele.

O diretor espera que os mapas sejam úteis em ambientes educacionais e para “quem está curioso para conhecer o mundo e como ele costumava ser”. Ele apontou para um mapa temático da Inglaterra medieval, feito em 1979, como um dos favoritos.

“Estes mapas contêm uma grande quantidade de conhecimento cuidadosamente pesquisado, além de cartografia e características geográficas”, diz Biasi. “Eles podem mostrar como os limites políticos mudaram, a distribuição de pessoas e línguas e muitas questões ambientais”.

Google Maps Gallery - Mapa do Brasil

O diretor ainda acrescenta que os mapas podem ser incorporados em outras páginas da web ou em aplicativos e que o Google pode adicionar um elemento de comércio eletrônico para que as pessoas possam pagar para baixar versões deles em alta resolução. Cada mapa já tem um link para quem desejar comprar uma versão impressa dele.

“Os assinantes da National Geographic sempre adoraram nossos mapas, sejam dobrados e inseridos em nossa revista mensal ou comprados em lojas físicas ou on-line. A Maps Gallery coloca nossa coleção de mapas em suas mãos”, complementou.

Quer conferir a infinidade de mapas? Acesse aqui o Google Maps Gallery.