Nova droga sintética chamada Snapchat preocupa polícia australiana

Por Redação | 17 de Junho de 2014 às 10h15

Quatro homens foram hospitalizados em Darwin, na Austrália, no último fim de semana depois de usar uma nova droga chamada Snapchat. Apresentando sintomas de histeria e bastante agressividade, o episódio levou a polícia do estado de Northern Territory a emitir um alerta à população sobre os perigos da nova substância.

As pílulas vêm em duas cores, rosa e azul com manchas verdes, e trazem gravado o logotipo do Snapchat (obviamente não há nenhuma relação com o app). Segundo a polícia, o composto é feito dos mesmos ingredientes que outra perigosa droga sintética, a "bath salts" (sais de banho), que eleva a pressão sanguínea e provoca crises paranoicas no usuário. Em 2012, esta droga esteve ligada a ataques de "canibalismo" nos EUA.

Um homem foi levado à unidade de tratamento intensivo e outros três foram "contidos" pela equipe do hospital. É o segundo fim de semana consecutivo que pessoas têm sido hospitalizadas após utilizarem a droga. Ao todo, já foram registrados oito casos.

"Eu vi quatro amigos meus de quase 100 Kg quase morrerem depois de tomar meia pílula", disse uma pessoa não identificada ao jornal australiano NT News.

As autoridades do país temem o avanço da nova droga e têm feito campanhas para alertar a população dos risco à saúde provocados pelo uso da Snapchat. "Certamente você não quer estar colocando isso em seu corpo. Não é nada novo – este Snapchat tem um novo logotipo, mas é o mesmo veneno", disse Peter Shiller, superintendente da Divisão de Crime Organizado da polícia australiana.

"Sabemos que esses tipos de drogas têm um potencial enorme para causar uma parada cardíaca e também algo chamado hipertermia malígna, que essencialmente cozinha o seu cérebro", acrescentou o médico Steven Skov. "Então, a mensagem é, por favor, não usem esta droga", alertou Skov.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.