Nokia e Microsoft se decidem e anunciarão smartphone com Android na MWC 2014

Por Redação | 11.02.2014 às 13:04

A compra da divisão de dispositivos móveis da Nokia pela Microsoft no mês de setembro do ano passado foi a maneira mais rápida que a empresa de Redmond encontrou para entrar no competitivo mercado de dispositivos móveis. Com a aquisição, a Microsoft planejava aproveitar a base de usuários da Nokia para injetar o Windows Phone no mercado, aumentando seu market share e tornando o sistema operacional relevante.

Porém, apesar dos smartphones da linha Lumia conseguirem conquistar um bom público, principalmente na Europa, a Microsoft quer mais – nem que para isso tenha que se aliar à arquirrival Google.

A existência de um smartphone da finlandesa rodando Android não é novidade. Há muito tempo correm boatos de que a empresa está trabalhando no dispositivo, mas até agora não havia qualquer informação de quando ele poderia ser anunciado – ou se seria anunciado. De acordo com o Wall Street Journal, tanto a Nokia quanto a Microsoft decidiram por um ponto final nos rumores e anunciarão o aparelho no final do mês durante o Mobile World Congress 2014.

A decisão reflete o quão mal ambas as empresas previram o mercado de dispositivos móveis. Por problemas técnicos, o Windows Phone da Microsoft ainda não funciona como deveria nos cada vez mais importantes dispositivos de entrada e baixo custo. Incapaz de lidar com isso, a empresa teria decidido customizar o Android para que ele pareça o máximo possível com o Windows Phone e colocá-lo em aparelhos de baixo custo cuja produção, aparentemente, será terceirizada.

Embora a Microsoft venha se esforçando, um levantamento feito pela Gartner revelou que o Windows Phone não consegue decolar. O Android, por outro lado, continua conquistando novos consumidores.

Embora a Microsoft venha se esforçando, um levantamento feito pelo Gartner revelou que o Windows Phone não consegue decolar. O Android, por outro lado, continua conquistando novos consumidores.

A ideia é se livrar das preocupações de produção em benefício do volume e vazão dos aparelhos, que, se sair tudo conforme esperado, deverão impactar o mercado significativamente. A Nokia tem uma gigantesca base de consumidores, fiéis à empresa, em países emergentes, como a Índia. Sem alternativas de baixo custo da empresa, eles acabaram abandonando os aparelhos com Symbian e adotando os de baixo custo da Samsung com Android. Ao lançar um aparelho de entrada equipado com Android e com o nome da Microsoft, a Nokia não só poderá reconquistar esse público e começar a se reerguer, como também dará fôlego à Microsoft num mercado dominado pelos concorrentes Apple e Google.

Nós estaremos em Barcelona conferindo o Mobile World Congress de perto e trazendo todas as novidades em tempo real – e esperamos ver o novo aparelho da Nokia rodando Android por lá.

Leia também: Vazam especificações do smartphone da Nokia com Android