Nadella promete ajudar autoridades chinesas em investigação contra a Microsoft

Por Redação | 30 de Setembro de 2014 às 09h55
photo_camera Divulgação

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, prometeu durante uma reunião com autoridades de Pequim que irá cooperar plenamente com as autoridades chinesas em suas investigações contra o monopólio de sua empresa, segundo informações da agência Reuters. A Microsoft é o centro de uma investigação antitruste que foi iniciada recentemente pela SAIC, órgão responsável pela regulamentação da indústria e comércio na China.

Os reguladores já apreenderam várias evidências em escritórios da Microsoft em toda a China e convocou os principais executivos da empresa para interrogatório. Nadella, que assumiu o comando da empresa de software em fevereiro, se reuniu com o Zhang Mao, chefe da SAIC, na última sexta-feira (26) para uma conversa que foi retratada pela SAIC como um encontro conciliatório.

A companhia norte-americana prometeu que entregará aos investigadores as informações solicitadas em tempo hábil e espera que a investigação do governo seja justa e transparente.

O CEO da Microsoft também disse que práticas regulatórias do governo chinês ajudaram a criar condições favoráveis para o crescimento de empresas chinesas e estrangeiras. A empresa, no entanto, recusou-se a comentar sobre a reunião com o governo, limitando-se a apenas informar sobre o comprometimento da empresa em respeitar as leis do país asiático, se empenhar em responder as perguntas e solucionar as preocupações da entidade reguladora.

Como parte de sua visita à Ásia, Nadella falou aos estudantes da Universidade de Tsinghua, em Pequim, afirmando que a China é uma fonte de capital humano e possui uma vibrante inovação cultural.

Satya Nadella é mais um executivo a sofrer com a lei antimonopólio criada em 2008 pelo governo chinês e que tem perturbado as empresas ocidentais desde então. A Qualcomm é uma das empresas que também está sendo investigada por autoridades daquele país por causa da mesma lei.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.