NVIDIA admite fracasso do Tegra 4i e diz que o foco da empresa irá mudar

Por Redação | 27.05.2014 às 14:29

O futuro da NVIDIA no mercado de dispositivos móveis pode estar prestes a mudar radicalmente o foco do que tem sido até agora. Um ano depois de a companhia ter apostado forte no lançamento do Tegra 4i para estar na vanguarda da fabricação de processadores para smartphones, a companhia admite o tropeço e alega que ampliará seu raio de atuação no mercado, pois os segmentos móveis vão muito além do telefone.

Jen-Hsun Huang, CEO da NVIDIA, reconheceu em entrevista à CNET que o "Tegra 4i não foi um produto de sucesso". Ele disse que há algum tempo a empresa acreditou realmente que trazer uma nova tecnologia para telefones mais básicos era "uma oportunidade real". Mas o tempo parece ter demonstrado o contrário.

"A estratégia mudou [...] e a razão é que nós percebemos que o 'mundo móvel' não se trata apenas de telefones. Sim, os telefones são os dispositivos mais importantes nesse segmento, mas a tecnologia móvel está revolucionando tudo. Ela vai revolucionar as TVs e computadores, mas também jogos, carros e todos os tipos de plataformas. Nossa estratégia agora é concentrar nossas energias onde podemos realmente agregar valor em termos de poder de computação, gráficos e assim por diante".

Como exemplo disso, o CEO menciona tanto o seu console portátil (NVIDIA Shield), como os tablets de alto desempenho. "Nós somos o parceiro perfeito para quem quiser construir o Porsche dos tablets e smartphones", disse Huang.

Por outro lado, ao ser questionado sobre o futuro do Tegra 4i e sobre a possibilidade de uma nova versão do processador vir a ser utilizada na linha de tablets Surface da Microsoft, Huang se recusou a fazer comentários.