Motorista cadastrado no Uber tenta arrombar casa de passageira

Por Redação | 01 de Abril de 2015 às 20h00
Tudo sobre

Uber

O Uber, app de busca por "caronas pagas", vem tentando se popularizar e continua revendo suas políticas para oferecer um serviço mais seguro, entretanto, ainda sofre com a má-fé de muitos usuários. Desta vez, Gerald Montgomery, de 51 anos, aproveitou o uso do aplicativo para invadir a casa de uma mulher no Colorado, Estados Unidos.

De acordo com o boletim de ocorrência, Gerald tentou invadir a casa da vítima com "ferramentas de arrombamento" e foi impedido por um colega de quarto da usuária do Uber. Como dito antes, esta não é a primeira vez que ocorrências semelhantes acontecem com o Uber. Desde dezembro passado, pelo menos três motoristas foram acusados de abusar sexualmente de passageiros, duas vezes em Chicago e uma em Los Angeles.

A companhia afirma que costuma checar a ficha policial e outras informações dos motoristas, incluindo dados regionais e federais. De acordo com o Uber, Gerald tinha o registro limpo. "O Uber trabalha duro para garantir que estamos conectando os motoristas que possam garantir viagens mais seguras. Os esforços atuais que estamos empreendendo para proteger os passageiros, motoristas e cidade estão apenas no início. Continuaremos inovando, refinando e trabalhando para assegurar que estamos fazendo tudo o que podemos para fazer do Uber a mais segura experiência no trajeto", diz a equipe do app em seu site.

Assista Agora: Nunca mais contrate funcionários para sua empresa! Comece o ano em uma realidade completamente diferente!

A vítima do ocorrido foi ressarcida pelo Uber e, o motorista, multado em US$ 10 mil. Ele se apresentará à corte judicial na sexta-feira (3).

Fonte: ArsTechnica

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.