Moto 360 chega ao Brasil em outubro por R$ 899

Por Redação | 30 de Setembro de 2014 às 13h48
photo_camera Divulgação

Os relógios inteligentes ainda são novidade no Brasil, mas já começam a ganhar espaço no cenário nacional. A LG já lançou por aqui o G Watch e, em breve, será a vez da Motorola fazer sua estreia nesse mercado com a chegada do Moto 360. A questão é: quando isso vai acontecer e quanto custará o primeiro smartwatch da companhia americana?

De acordo com informações do jornal Folha de São Paulo, o acessório já tem preço e janela de lançamento definidos por aqui. Homologado pela Anatel em meados de agosto, o gadget desembarca no Brasil em outubro por R$ 899, valor um pouco acima do smartphone intermediário da companhia, o Moto G – nos Estados Unidos, o relógio é vendido por US$ 249 na Google Play Store. Não foi revelada uma data exata de quando o produto será disponibilizado nas lojas.

O Moto 360 é a grande aposta da Motorola no mercado de relógios inteligentes. Diferente do formato quadrado da maioria dos outros relógios, o gadget possui um formato circular que lembra os modelos de antigamente, e tem apenas 46 mm de diâmetro. Ele oferece suporte a qualquer smartphone Android que tenha a versão 4.3 Jelly Bean ou superior instalada, e ainda trará um recurso conhecido como orientação livre, que permite que o dono visualize o conteúdo do visor da forma que considerar melhor ou ajuste o relógio no pulso que preferir – a mudança ocorre automaticamente quando o relógio é posicionado na direção desejada.

O acessório conta com tela LCD de 1,56 polegada (320 x 290 pixels de resolução) e vidro Gorilla Glass 3, processador TI OMAP 3, 512 MB de memória RAM, 4 GB de capacidade interna e bateria de 320 mAh que dura até um dia. As características ainda incluem dois microfones para reduzir ruídos, monitor óptico de frequência cardíaca, pedômetro e resistência IP67 a água e poeira. Possui 46 mm de diâmetro e 11,5 mm de altura, e pesa apenas 49 gramas.

Toda extensão do Moto 360 é feita de aço inoxidável. Nos EUA, suas pulseiras são feitas em versões de couro e aço – esta última será vendida a partir do quarto trimestre deste ano por US$ 300, junto com o relógio, ou separadamente, por US$ 80; a de couro custará sozinha US$ 30. O objeto também pode ficar submerso em água por até 30 minutos em até 1 metro de profundidade, equanto o pedômetro é capaz de contar 10.000 passos por dia.

Outro recurso interessante do Moto 360 é sua integração com o Google Now, mas ainda não se sabe se a ferramenta estará disponível na versão brasileira do smartwatch. Além de comandos de voz, é possível configurar alarmes, alertas de calendário e baixar apps da Play Store já otimizados para Android Wear.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.