Mobilidade, Internet das Coisas e Big Data: Intel revela suas apostas para 2014

Por Redação | 18 de Março de 2014 às 18h32

2013 foi um ano de grandes novidades e também, de fim de serviços e produtos. Mas com a chegada de 2014, afinal, o que podemos esperar? Segundo a Intel, mobilidade, Internet das Coisas e Big Data são algumas das promessas para os próximos 365 dias.

PCs, All-in-Ones e processadores

A empresa de processadores acredita que apesar da queda contínua na venda de PCs, o desktop ainda mostrará sua força, principalmente nas empresas, por conta da produtividade. A companhia prevê que haverá uma troca de computadores antigos, impulsionada também pelo fim do suporte ao Windows XP, uma das versões do sistema da Microsoft mais usadas. No lugar, o Windows 8 deve assumir.

Já dentro de casa, a preferência será, segundo a Intel, pelos All-in-Ones. Por ser mais compacto e prático, o modelo reforçará o papel do PC como o "centro" da casa, além de integrar a decoração do imóvel.

No que diz respeito a chips, a Intel apostará no desenvolvimento dos systems on a chip (SoCs), enquanto formatos menores movimentarão a indústria em 2014. Novos modelos de 14nm chegarão ao mercado neste ano, enquanto os de 10nm deverão aparecer em 2015.

Mobilidade

Se em 2013 a procura por dispositivos móveis foi grande, neste ano, ela só deve continuar crescendo. Para a Intel, a busca por um tablet será realizada em função dos recursos e desempenho. A empresa também espera que a procura por tablets com Intel Inside continue com bastante força.

Porém, outro dispositivo que deve ter sua popularidade aumentada é o 2 em 1, principalmente por conta de sua versatilidade. A pessoa pode usá-lo como laptop quando for necessário estudar ou trabalhar, ou como tablet, quando quiser se divertir ou precisar carregá-lo para algum lugar.

Gadgets vestíveis

Em 2013, vimos um novo segmento despontar no mundo tecnológico: os gadgets vestíveis. Seja um óculos ou um relógio inteligente, a novidade já é um dos assuntos mais falados e especulados. A tendência deve continuar não só em 2014, mas nos próximos anos.

Contudo, como lembra a Intel, o baixo consumo de energia será essencial para o futuro desses gadgets, tendo em vista que carregamentos frequentes e cabos são cada vez mais evitados pelos usuários.

A Intel ainda destaca os vestíveis na saúde, que prometem facilitar atendimento e monitoramento. “Dispositivos em vestimentas já podem informar o ritmo cardíaco e à medida que os serviços médicos chegam à internet, nossos dispositivos poderão disparar um alerta para os serviços de emergência. Este será um verdadeiro ponto de inflexão para os sistemas de saúde, quando testemunharmos a interação direta com os profissionais em medicina nos momentos de necessidade”, afirma Fernando Martins, presidente e diretor geral da Intel Brasil.

Internet das Coisas

Segundo a Intel, 2014 deve trazer um rápido avanço nas tecnologias emergentes, com as máquinas entendendo melhor as necessidades do usuário. A chamada "Internet das Coisas" vai transformar os equipamentos usados diariamente, oferecendo soluções para o usuário, além de tradução de falas, realidade aumentada, controle de gestos e outros recursos.

“A indústria hoje está trabalhando para oferecer mais dispositivos conectados e inteligentes, que se comunicam e compartilham dados uns com os outros e a nuvem. As tecnologias que irão convergir para a Internet das Coisas vão facilitar a vida, desde soluções para tarefas domésticas, até dispositivos sofisticados para indústrias”, diz Fernando Martins. “A Intel está focada em estimular a inteligência em novos dispositivos para ajudar a conectar os bilhões de dispositivos existentes”, completa.

Big Data

Para a Intel, a indústria vai crescer bastante em relação à análise preditiva e dados brutos. O Big Data deverá ajudar as empresas a se tornarem mais competitivas e mais inteligentes, incluindo o setor público.

A companhia afirma que a análise de dados disponíveis é emergente, mas também estratégica. A oportunidade está em fazer com que as informações realmente funcionem, permitindo criar valor para consumidores, empresas e governos.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.