Migração para a nuvem: um caminho natural para as empresas

Por Igor Lopes | 23.11.2014 às 19:12
photo_camera Jirsak

No início de novembro, a AWS – Amazon Web Services – realizou em Las Vegas, nos EUA, o re:Invent, seu maior evento global para clientes e parceiros. Foram mais de 300 palestras, entre lançamentos, treinamentos e cases de sucesso de clientes que testemunharam ganhos em agilidade, flexibilidade e economia com a infraestrutura de TI. "A nuvem é o novo normal", disse Andy Jassy, VP sênior da Amazon Web Services. "A questão, agora, não é SE, mas QUANDO uma empresa deve se mover para a nuvem", completa. De acordo com o executivo, este é um caminho definitivo para aqueles que querem se manter competitivos no mercado. A própria Amazon aposta que, em breve, o braço de infraestrutura se transformará no maior negócio da empresa, ultrapassando a gigante operação de varejo da companhia.

De acordo com Jassy, não existe um padrão na maneira como as empresas estão fazendo essa migração. Existem características próprias em cada negócio mas, no final, ele garante que o resultado é sempre positivo.

E é bom não demorar para agir! Para Bryson Koehler, CIO e CTO do Weather.com, em cloud, "muita segurança pode ser um risco". Em outras palavras, ser meticuloso demais pode significar um tiro no pé. "É uma grande mudança cultural, mas é como um carro subindo um morro. Você precisa dar um gás no início para que ele chegue até o topo. A partir de então, a gravidade se encarrega de fazer o trabalho do outro lado, na descida. Você não quer perder o impulso no meio da subida e voltar à estaca zero, não é?"

Nós acompanhamos alguns casos de sucesso, tanto de equipes pequenas quanto de grandes empresas. Veja, a seguir, alguns deles.

Rede Globo: os bastidores do desenvolvimento do app da Copa 2014

Weather.com: o verdadeiro caso de big data

Case WebMotors: 45% mais performance ao migrar para a nuvem

Leia também: "A nuvem é o novo normal", afirma VP da Amazon Web Services