Microsoft vai investir R$ 1,6 milhão na criação de centro tecnológico no Brasil

Por Redação | 13 de Dezembro de 2013 às 07h00
photo_camera Divulgação

A Universidade de São Paulo (USP) e a Microsoft anunciaram nesta quinta-feira (12) um novo acordo para a criação de um Centro de Estudos de Tecnologia e Sociedade. Esta é a primeira iniciativa da empresa na América Latina nesse segmento estudantil que vai beneficiar alunos do centro universitário paulista, com investimento de US$ 720 mil (cerca de R$ 1,6 milhão, na cotação atual) no período de 2013 a 2015.

O objetivo do programa é estimular a pesquisa local sobre temas relevantes na área de tecnologia e como esses assuntos impactam a sociedade. Além disso, o projeto terá um foco especial na produção de estudos sobre conteúdos como privacidade e proteção de dados no ambiente digital, impacto da computação em nuvem nas pequenas e médias empresas, e proteção da propriedade intelectual no segmento de software.

O Centro terá matérias multidisciplinares e vai envolver diversos cursos, incluindo direito, economia, tecnologia da informação (TI) e ciência da computação. Haverá também eventos internacionais, o que deve fortalecer o intercâmbio entre estudantes de diversos países, principalmente do México e da Índia.

"A criação deste Centro é muito importante, porque a Universidade precisa juntar a teoria e a prática também, com o apoio de empresas", diz João Grandino Rodas, reitor da USP. A universidade paulista será 100% responsável pela coordenação e administração do Centro, sem qualquer interferência da Microsoft, que vai investir apenas na construção e gestão do espaço.

"Hoje o ritmo da inovação é cada vez mais rápido, por isso a Microsoft está entusiasmada em concretizar essa parceria com a USP", afirma Rodolfo Fucher, diretor de assuntos corporativos da Microsoft Brasil. "Esse centro irá estimular que alunos e professores desenvolvam estudos e papers sobre temas relevantes para o País e, certamente, será referência para a sociedade avançar em áreas que colaboram para o desenvolvimento e competividade nacional".

Além da parceria com a Universidade de São Paulo, a Microsoft fechou recentemente outros convênios que aumentam a participação da companhia no universo da pesquisa acadêmica. Um deles foi na China, com a Universidade de Tsinghua, em um acordo que prevê o investimento de US$ 1 milhão da companhia de Bill Gates. Outra parceria importante foi fechada com a Universidade de Washington, nos Estados Unidos, para a criação de um laboratório que une as áreas de direito e tecnologia, com um investimento de US$ 1,7 milhão.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.