Microsoft revela projeto cinematográfico Xbox Originals

Por Redação | 28 de Abril de 2014 às 15h41

Assim como já fizeram o serviço de streaming Netflix e a varejista Amazon, a Microsoft entra no mercado cinematográfico com a produção de séries de TV exclusivas, denominadas Xbox Originals. De acordo com o Venture Beat, o objetivo é oferecer conteúdo especial para capitalizar sobre sua comunidade online ao redor do globo.

Com a competição crescente no ramo de entretenimento digital, especialmente no de streaming de vídeo, a Microsoft inicia sua caminhada para ficar com uma fatia do mercado, já que muitos dos usuários de Xbox e PC utilizam também seus consoles e computadores para assistir a filmes e seriados. Em todo o mundo, são 48 milhões de assinantes da Xbox Live em 41 países.

Para a missão, foram convocados Nancy Tellem, ex-presidente da CBS Television Studios, e Jordan Levin, fundador da Warner Bros. Network. Eles passaram os últimos 18 meses avaliando possibilidades de olho no público-alvo, que, em sua maioria, é composto por homens jovens, jogadores assíduos.

A oferta, entretanto, não ficará somente restrita a esse público, adianta Nancy. "Todo mundo tem objetivos diferentes quando tenta fazer suas próprias séries originais", conta. "Para o Netflix, acredito que ter uma série original foi um diferencial e, no futuro, isso pode ser importante diante de produtores de conteúdo mais resistentes a parcerias. Já a Amazon tem outro modelo. Para nós, o foco é usar nosso console para as pessoas que estão assinando nosso serviço. Entre lançamentos de games, vamos oferecer conteúdo para manter as pessoas ocupadas com o que temos", complementa a executiva.

xbox originals

A executiva adiantou que há planos iniciais para dez projetos para TV, destinados especificamente para os consoles e computadores. Esses programas estrearão na Xbox Live via Xbox One, Xbox 360 e PCs já a partir de maio e junho deste ano, incluindo os mais variados gêneros, como drama, animação, comédia, eventos ao vivo, entre outros.

O grande destaque deste início da Microsoft em Hollywood é seu maior produto exclusivo, a série Halo. Para cuidar da franquia, a companhia convocou nada menos que Steven Spielberg para assumir a direção executiva. O show também será executado em parceria com a 343 Industries (que vem produzindo o jogo desde 2011) e deve explorar seu universo sci-fi em "live-action" (com pessoas reais).

A aposta vem sendo tão alta que não será somente uma série sobre Halo. A série de tevê virá acompanhada com um "conteúdo digital" ainda não revelado, também produzido em parceria com a 343 Industries. Nomes de peso estão por trás deste material, como o diretor Sergio Mimica-Gezzan (de seriados como Battlestar Galactica e Heroes) e os produtores executivos Ridley Scott (de Aliens e Prometheus) e David Zucker (produtor de The Good Wife), atual presidente da empresa de Ridley e Tony Scott, a Scott Free.

O grande desafio deste início de trabalho no Xbox Originals, de acordo Jordan Levin, que é vice-presidente do Xbox Entertainment Studios, é o de ter produtos capazes de cativar, conectar e engajar seus usuários. Para isso, é necessário criar algo interativo em todas as plataformas da Microsoft, das TVs aos tablets.

Atualmente, mais de 125 pessoas trabalham em uma divisão da Microsoft no Canadá com o objetivo de aproximar a comunidade social do Xbox Live a essa programação original. Levin citou a possibilidade de poder usar votação ao vivo em transmissões de debates presidenciais ou em algo parecido com uma arena de gladiadores em que o público decide quem deve sobreviver ou não.

Outra grande dificuldade será a de trazer essa interatividade para o maior número de plataformas possível. Enquanto o Xbox One consegue fazer múltiplas tarefas, o Xbox 360 não possui tantos recursos. "Seremos capazes de fazer algumas coisas somente no Xbox One, porque a arquitetura do 360 tem suas limitações", diz Tellem.

Entre os programas confirmados estão:

- Signal to Noise: série em seis partes sobre como a tecnologia moderna mudou o mundo, com a produção da Lightbox, companhia dos produtores Simon Chinn (vencedor de dois Oscar por "Searching for Sugar Man" e "Man on Wire") e Jonathan Chinn (vencedor do Emmy por "American High").

- Atari: Game Over: produção da Fuel Entertainment investiga o lendário caso dos cartuchos do jogo E.T., enterrados depois de um estrondoso fracasso de vendas. O diretor é o conhecido roteirista de X-Men 2 e Os Vingadores, Zak Penn, e a série deve ser exibida ainda este ano.

- Every Street United: série em oito episódios apresenta jogos de futebol de rua com celebridades do mundo do futebol formando times de quatro jogadores ao redor do mundo. A produção, dirigida por Jonathan Hock, vencedor de oito Emmy, deve estrear em junho, pra pegar carona com a Copa do Mundo do Brasil.

Fonte: http://venturebeat.com/2014/04/28/microsoft-goes-hollywood-as-it-unveils-xbox-originals-television-programs-for-xbox-live/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.