Microsoft integra plataformas Azure em um único serviço

Por Redação | 25 de Março de 2015 às 14h43

Parece que a ideia de desenvolvimento integrado de aplicativos para a Microsoft vai além de oferecer maior praticidade a seus usuários. Nesta semana, a empresa anunciou também o lançamento do Azure App Service, um sistema que vai permitir a criação em conjunto de aplicativos para diversas plataformas, facilitando a vida dos produtores de software e também de seus clientes.

De acordo com a empresa, o sistema é sustentado por quatro pilares, que podem ser utilizados de forma independente ou unidos. São eles: Web Apps, Mobile Apps, Logic Apps e API Apps.

Um dos principais focos de mudança foi o último quesito, cujo desenvolvimento facilitado vinha sendo cada vez mais pedido pelos clientes e ao mesmo tempo usado pelas empresas. A Microsoft vê que essa é uma alternativa cada vez mais utilizada justamente por sua capacidade de integração a outras tecnologias. Por isso, nada mais adequado do que unir essa possibilidade ao conjunto de soluções que está sendo ofertado, agora por meio da plataforma Azure.

O sistema Web Apps, por sua vez, é uma evolução de uma funcionalidade que já existia, o Azure Websites. Por meio dele, é possível criar aplicativos utilizando linguagens como Java, PHP, Python e .NET, além de possuir integração a ferramentas de gerenciamento de código como o GitHub. Já o Mobile Apps tem funcionamento semelhante, mas voltado para os sistemas Android, iOS e Windows Phone, com acesso completo a recursos que estão no coração dos aparelhos, como sincronização com a nuvem, notificações push e gerenciamento do espaço em disco.

Por fim, os Logic Apps vêm para facilitar o processo de automação das aplicações, estejam elas rodando em servidores internos ou na nuvem. Aliás, essa é uma funcionalidade que vale para todos os softwares criados a partir da nova plataforma Azure, uma vez que o sistema também foi otimizado para funcionar tanto em infraestruturas internas quanto em servidores online espalhados pelo mundo.

O lançamento acontecerá de forma segmentada. O Web Apps já está em funcionamento, e a Microsoft promete liberar todas as outras plataformas até o final do ano. A monetização acontece por meio de um sistema que mede o tempo de utilização, e faz a cobrança de acordo com isso.

Fonte: PC World

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.