Microsoft está desenvolvendo capa transparente e flexível para tablets

Por Redação | 08 de Outubro de 2014 às 08h51

Em mais um de seus projetos mirabolantes, os laboratórios de desenvolvimento da Microsoft estão trabalhando na FlexSense, uma capa transparente que pode ser utilizada em smartphones ou tablets da linha Surface, por exemplo. A ideia, porém, é fornecer mais do que um meio de proteção e trazer novas possibilidades de utilização e interação com o usuário.

Ao longo da superfície estão dezenas de sensores piezoelétricos, que detectam a inclinação e a forma como o material está aplicado sobre a tela, enviando respostas para o dispositivo em tempo real. Assim, por exemplo, a Microsoft exibe a aplicação de um filtro em uma imagem, com o usuário levantando parte dela para revelar suas verdadeiras cores, enquanto o restante continua com imagens monocromáticas.

Outra utilização possível é em um software editor de imagens, no qual a interface de ferramentas poderia estar “presente” na capa transparente, que poderia ser levantada para revelar o trabalho sem nenhum elemento sobre ele. Ou, então, para facilitar a vida de animadores, poderia utilizar o frame anterior, no display, como modelo para desenhar o seguinte, no plástico, ou observar a filmagem original de um filme cheio de efeitos especiais, sob a smart cover que exibe o resultado final.

Outros usos envolvem o preenchimento de palavras cruzadas, nas quais o jogador poderia “espiar” a resposta ao levantar a capa, ou uma utilização na qual médicos e profissionais de saúde poderiam sobrepor diversas informações sobre um raio-X, por exemplo, fazendo anotações.

Os pesquisadores também destacam a ausência de necessidade de câmeras tridimensionais e outros métodos de detecção para entender exatamente o movimento que está sendo feito pelo usuário. Pelo contrário, apenas os sensores seriam capazes de compreender exatamente o que está acontecendo de forma precisa.

Por enquanto, tratam-se apenas de protótipos e não existe nenhuma previsão de aplicação real. Mas, como sempre acontece, as novidades que estarão disponíveis em nossas mãos num futuro, seja próximo ou distante, começam nos laboratórios, com testes e conceitos como estes. A tecnologia parece bastante funcional, portanto não se surpreenda caso não demore muito para que a Microsoft a aplique na prática.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.