Microsoft está atrasada na área de smartphones; 'a culpa é dos cibercriminosos'

Por Redação | 27 de Outubro de 2012 às 16h31

Com mais de 100 milhões de iPads vendidos, a única coisa que podemos pensar sobre o Surface e seus primeiros reviews nada animadores é que a Microsoft ainda tem muito chão pela frente no mundo dos dispositivos móveis.

Em entrevista ao jornal alemão Der Spiegel, Craig Mundie, chefe de pesquisa e diretor de estratégia da Microsoft, revelou que o domínio da empresa no mundo dos computadores (desktops e notebooks) acabou fazendo com que este fosse "o único alvo" para hackers e cybercriminosos, e o tempo gasto para combater estes ataques acabou atrasando uma entrada da companhia no mercado móvel.

Os smartphones sensíveis ao toque com sistema operacional Windows Mobile nunca decolaram de verdade. E, para piorar, a empresa ainda lançou seu serviço de músicas Zune aproximadamente cinco anos após a Apple ter lançado o primeiro iPod. É um hiato considerável para quem deseja embarcar em um mercado já consolidado pela empresa concorrente.

Mundie disse ao Der Spiegel que a Microsoft também errou, há dez anos, ao dedicar muito tempo em engenharia de segurança, o que acabou prejudicando o lançamento do Windows Vista.

O executivo ainda revelou que a Microsoft já tinha um player de música antes de a Apple lançar o iPod, bem como um dispositivo sensível ao toque que, segundo ele, já havia sido criado antes do lançamento do iPad. Para o executivo, não foi por falta de visão que a empresa perdeu a liderança, e sim por falta de planejamento estratégico, que acabou deixando a Microsoft uma geração atrás da principal concorrente.

A empresa está enfrentando grandes turbulências nos últimos anos, mas o executivo espera que as coisas se tornem mais calmas e suaves após o lançamento do Windows 8 e do Windows Phone 8.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.