Microsoft e Foxconn fecham acordo de licenciamento de patentes

Por Redação | 17 de Abril de 2013 às 13h29
Tudo sobre

Foxconn

A Microsoft fechou um acordo de licenciamento de patentes com a taiwanesa Hon Hai Precision Industry Co., controladora da Foxconn, evitando assim que a empresa seja processada pela gigante do software por quebra de patentes com relação à produção de dispositivos equipados com o Android ou Chrome OS, ambos de propriedade do Google. As informações são do ArsTechnica.

Dentro do acordo, ficou determinado que a Hon Hai irá pagar uma cadeia de royalties não-especificados à Microsoft para "uma ampla cobertura sobre o portfólio de patentes" da empresa norte-americana. A Microsoft alega há algum tempo que o Android e o Chrome OS infringem uma série de patentes tecnológicas de sua propriedade, desde a interface do usuário até o sistema operacional subjacente. No entanto, ao invés de enfrentar judicialmente o Google, a empresa optou por correr atrás dos fabricantes de aparelhos.

"Nós estamos satisfeitos que a lista de empresas que se beneficiam do programa de licenciamento do Android da Microsoft agora inclui a maior fabricante terceirizada do mundo, a Hon Hai", afirmou em nota oficial Horacio Gutierrez, vice-presidente corporativo e conselheiro geral adjunto do Grupo de Propriedade Intelectual da Microsoft. "Ao licenciar tanto a marca da companhia e seus fabricantes contratados, nós conseguimos aumentar com sucesso o alcance global do programa".

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A Microsoft também possui acordos semelhantes com outras fabricantes como HTC, Acer, ViewSonic, Nikon, Compal Electronics, Quanta Computer e Wistron, e alega que 50% de todos os aparelhos Android comercializados atualmente são provenientes de companhias que aceitaram o acordo de participação do seu programa de licenciamento de patentes. O Google, por sua vez, não concorda com a abordagem da sua concorrente com os fabricantes de hardware, e afirma que seu sistema operacional não fere nenhuma das patentes da Microsoft.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.