Microsoft deve abandonar as marcas Nokia e Windows Phone em breve

Por Redação | 11.09.2014 às 16:02
photo_camera Divulgação

Há uma semana surgiram os primeiros rumores que diziam que a Microsoft poderia abandonar nomenclaturas individuais do Windows nas mais diversas plataformas e rebatizar todas elas para apenas "Windows". Esses rumores ganharam força esta semana, quando o site GeeksOnGadgets obteve acesso a documentos internos de Redmond que detalham os planos da empresa sobre o futuro da marca.

Os documentos não apenas confirmam que a companhia fundada por Bill Gates está mesmo disposta a abrir mão dos nomes Windows Phone e Windows RT, usados em smartphones e tablets respectivamente, como também deve descontinuar a marca Nokia. "Como parte da transição [de aquisição da Nokia], nós deixaremos de usar o nome da fabricante [Nokia] nos produtos já nas campanhas publicitárias de fim de ano", afirma a mensagem em um dos slides vazados.

Para o The Verge, é compreensível que aos poucos a empresa queira desvincular a marca Nokia após a conclusão do processo de compra e transição da companhia filandesa. Apesar disso, ainda não está claro qual o real motivo que teria levado a empresa a optar por rebatizar as versões dos seu sistema operacional, disponível para várias plataformas, para somente Windows.

O Lumia 735 é um dos primeiros smartphones da gigante de Redmond cujas peças publicitárias já estão sendo montadas falando apenas em

O Lumia 735 é um dos primeiros smartphones da gigante de Redmond cujas peças publicitárias já estão sendo montadas falando apenas em "Windows" em invés de "Windows Phone". (Imagem: Reprodução)

Embora os motivos ainda sejam nebulosos, há uma série de especulações que tenta explicar o movimento da companhia norte-americana. O mais forte deles diz respeito à união do Windows RT e Windows Phone, que serão lançados como uma única plataforma já em 2015. Esse movimento, inclusive, já foi antecipado no passado por alguns especialistas, que indicaram que a empresa está seguindo o caminho da universalização do seu ecossistema de software, cujas bases serão os dispositivos móveis, os computadores e o Xbox.

Se tudo isso é verdade ou não, nós não sabemos. Mas uma coisa é fato: nos últimos comerciais do Lumia 930, a Microsoft sequer mencionou o nome Windows Phone. O mesmo ocorreu com os anúncios do novo HTC One M8 que usam a plataforma da empresa. Na ocasião do anúncio, a fabricante asiática intitulou o aparelho apenas como "HTC One M8 for Windows", deixando o "Phone" de lado. Além disso, os mais recentes comerciais da assistente pessoal digital Cortana e os vídeos promocionais do Lumia 530, Lumia 730 e Lumia 830 também não mencionam o sistema operacional móvel como "Windows Phone".