Microsoft corre o risco de perder o direito ao nome 'SkyDrive' na Europa

Por Redação | 01 de Julho de 2013 às 12h36

Um tribunal britânico decidiu que o produto 'SkyDrive' da Microsoft infringe a marca de propriedade da 'British Sky Broadcasting Group' (BSkyB), que opera sob o nome de Sky. A decisão do tribunal é válida em toda a União Europeia e pode forçar a Microsoft a pagar pelo uso do nome SkyDrive, ou em um cenário pior, mudar o nome do serviço na nuvem na maior parte da Europa.

De acordo com informações do TechCrunch, a facilidade de confusão entre o serviço de nuvem SkyDrive e os serviços de banda larga que operam sob o nome Sky levou a corte a decidir em favor do grupo britânico, detentor da marca 'Sky', apesar das alegações da Microsoft de que os serviços oferecidos pelas empresas eram distintos e não causariam confusão aos consumidores. O tribunal também determinou que o nome era possivelmente prejudicial para a marca Sky, por isso poderia ser visto como violação de marca registrada também por esse motivo.

Embora a decisão possa levar a Microsoft a abandonar o uso do nome SkyDrive em toda a Europa, é possível que a gigante do software tente resolver a situação por meio de um acordo com a Sky, que pode permitir o uso do nome. Mas, apesar de que essa seja a decisão mais provável da empresa, é preciso lembrar que no ano passado a Microsoft optou por mudar o nome de sua interface 'Metro' do Windows 8 devido a uma ação movida pelo grupo de varejo 'Metro AG'.

Mesmo que a Microsoft opte pelo acordo, é possível que a Sky não queira aceitar. E a empresa tem motivos para isso, já que ela operava serviços próprios de nuvem, incluindo um chamado 'Sky Store & Share' onde seus clientes podiam armazenar arquivos, fotos e outras informações online.

"Continuamos vigilantes na proteção da marca 'Sky' e continuaremos a tomar medidas adequadas contra as empresas que procuram utilizar nossas marcas registradas sem o nosso consentimento", disse o porta-voz da Sky por meio de um comunicado à imprensa logo após a divulgação da decisão do tribunal.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.