Microsoft continuará vendendo aparelhos Android da linha Nokia X

Por Redação | 28 de Abril de 2014 às 14h10
Divulgação
Tudo sobre

Nokia

Saiba tudo sobre Nokia

Ver mais

Uma das empresas mais icônicas do mundo da tecnologia praticamente deixou de existir na última semana. Isso porque a Nokia, comprada pela Microsoft no final do ano passado por US$ 7,2 bilhões, agora é uma divisão oficial da gigante de Redmond, e passará a se chamar daqui para frente Microsoft Mobile. Até aí tudo bem, pois a fusão entre as duas companhias já era esperada. Mas ainda restava uma dúvida: os aparelhos Android da linha Nokia X continuarão a existir, paralelelamente ao Windows Phone?

De acordo com Stephen Elop, sim. O ex-CEO da entidade finlandesa e que agora é o novo vice-presidente executivo da divisão de dispositivos móveis da Microsoft disse em uma sessão de perguntas e respostas nesta segunda-feira (28) que a corporação não vai interromper a fabricação e venda dos smartphones da família X. "A Microsoft adquiriu o negócio de telefones celulares da Nokia, incluindo a linha X, para ajudar a conectar o próximo bilhão de pessoas aos serviços da empresa", disse.

Elop também destacou que o Nokia X utiliza a plataforma na nuvem da Microsoft, e não do Google – o que, na visão do executivo, é um dos grandes diferenciais entre o sistema operacional modificado da Nokia e o software criado pela gigante das buscas. A linha Nokia X já começou a ser vendida em alguns países e Elop garante que continuará sendo comercializada sob essa marca.

"Com a união da Microsoft e a divisão de Dispositivos e Serviços da Nokia, nós também uniremos a nossa paixão, dedicação e compromisso em trazer o melhor que nossas tecnologias podem trazer para você. Juntos, podemos conectar e inspirar pessoas com uma única experiência para tudo em suas vidas em um mundo onde os dispositivos móveis e a computação em nuvem vêm em primeiro lugar", comentou Elop na carta de despedida da Nokia.

Nokia X

Stephen Elop

Stephen Elop durante o anúncio dos novos aparelhos da Nokia, no MWC, em fevereiro (Foto: Divulgação/Agências)

A nova linha de smartphones da Nokia com Android lembra o design dos já conhecidos Lumias com Windows Phone, com a diferença de vir equipada com uma versão modificada do sistem operacional do Google. Durante o anúncio dos gadgets no Mobile World Congress 2014, em Barcelona, a companhia disse que não tem planos de lançar os produtos na América do Norte ou em países onde a linha Lumia é mais popular, já que os novos celulares são direcionados para mercados emergentes.

O Nokia X é o modelo mais barato e simples do novo catálogo da finlandesa, custando 89 euros (R$ 287). Ele vem com tela de 4 polegadas, processador Snapdragon S4 dual-core de 1 GHz, 512 MB de memória RAM, 4 GB de armazenamento interno e câmera traseira de 3,15 megapixels. O aparelho chegará em países como Rússia e Romênia já nesta semana. Os outros dois smartphones, o Nokia X+ e o Nokia XL, são um pouco mais avançados e têm previsão de lançamento para o início do segundo trimestre. Eles custam, respectivamente, 99 euros (R$ 320) e 109 euros (R$ 352).

Todos os três dispositivos não vêm equipados com serviços populares do Google, como o Google Maps, Gmail e a loja de aplicativos Google Play. Em vez disso, possuem programas conhecidos da própria Microsoft, como o buscador Bing, Skype, OneDrive (antigo SkyDrive) e o serviço de e-mail Outlook.com. Os aparelhos chegam ao Brasil no segundo trimestre deste ano. Atualmente, cerca de 75% dos aplicativos presentes na Google Play são compatíveis com o firmware dos gadgets da linha Nokia X.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.