Microsoft continuará vendendo aparelhos Android da linha Nokia X

Por Redação | 28.04.2014 às 14:10
photo_camera Divulgação

Uma das empresas mais icônicas do mundo da tecnologia praticamente deixou de existir na última semana. Isso porque a Nokia, comprada pela Microsoft no final do ano passado por US$ 7,2 bilhões, agora é uma divisão oficial da gigante de Redmond, e passará a se chamar daqui para frente Microsoft Mobile. Até aí tudo bem, pois a fusão entre as duas companhias já era esperada. Mas ainda restava uma dúvida: os aparelhos Android da linha Nokia X continuarão a existir, paralelelamente ao Windows Phone?

De acordo com Stephen Elop, sim. O ex-CEO da entidade finlandesa e que agora é o novo vice-presidente executivo da divisão de dispositivos móveis da Microsoft disse em uma sessão de perguntas e respostas nesta segunda-feira (28) que a corporação não vai interromper a fabricação e venda dos smartphones da família X. "A Microsoft adquiriu o negócio de telefones celulares da Nokia, incluindo a linha X, para ajudar a conectar o próximo bilhão de pessoas aos serviços da empresa", disse.

Elop também destacou que o Nokia X utiliza a plataforma na nuvem da Microsoft, e não do Google – o que, na visão do executivo, é um dos grandes diferenciais entre o sistema operacional modificado da Nokia e o software criado pela gigante das buscas. A linha Nokia X já começou a ser vendida em alguns países e Elop garante que continuará sendo comercializada sob essa marca.

"Com a união da Microsoft e a divisão de Dispositivos e Serviços da Nokia, nós também uniremos a nossa paixão, dedicação e compromisso em trazer o melhor que nossas tecnologias podem trazer para você. Juntos, podemos conectar e inspirar pessoas com uma única experiência para tudo em suas vidas em um mundo onde os dispositivos móveis e a computação em nuvem vêm em primeiro lugar", comentou Elop na carta de despedida da Nokia.

Nokia X

Stephen Elop

Stephen Elop durante o anúncio dos novos aparelhos da Nokia, no MWC, em fevereiro (Foto: Divulgação/Agências)

A nova linha de smartphones da Nokia com Android lembra o design dos já conhecidos Lumias com Windows Phone, com a diferença de vir equipada com uma versão modificada do sistem operacional do Google. Durante o anúncio dos gadgets no Mobile World Congress 2014, em Barcelona, a companhia disse que não tem planos de lançar os produtos na América do Norte ou em países onde a linha Lumia é mais popular, já que os novos celulares são direcionados para mercados emergentes.

O Nokia X é o modelo mais barato e simples do novo catálogo da finlandesa, custando 89 euros (R$ 287). Ele vem com tela de 4 polegadas, processador Snapdragon S4 dual-core de 1 GHz, 512 MB de memória RAM, 4 GB de armazenamento interno e câmera traseira de 3,15 megapixels. O aparelho chegará em países como Rússia e Romênia já nesta semana. Os outros dois smartphones, o Nokia X+ e o Nokia XL, são um pouco mais avançados e têm previsão de lançamento para o início do segundo trimestre. Eles custam, respectivamente, 99 euros (R$ 320) e 109 euros (R$ 352).

Todos os três dispositivos não vêm equipados com serviços populares do Google, como o Google Maps, Gmail e a loja de aplicativos Google Play. Em vez disso, possuem programas conhecidos da própria Microsoft, como o buscador Bing, Skype, OneDrive (antigo SkyDrive) e o serviço de e-mail Outlook.com. Os aparelhos chegam ao Brasil no segundo trimestre deste ano. Atualmente, cerca de 75% dos aplicativos presentes na Google Play são compatíveis com o firmware dos gadgets da linha Nokia X.