Microsoft cogitou comprar Nintendo e oferecer Xbox gratuitamente

Por Redação | 01.04.2015 às 17:00

Em uma recente entrevista ao site GamesIndustry.biz, Lorne Lanning, criador de Oddworld, revelou alguns dos motivos pelos quais ele optou lançar o título apenas para o PlayStation 2em vez de levá-lo também para o primeiro modelo do Xbox, há mais de uma década. De acordo com Lanning, a Microsoft iria oferecer o seu console gratuitamente para os consumidores, o que poderia significar um mau negócio para o game.

"No momento, o Xbox pensou que o mercado principal seria casual. Iriam ser uma máquina para jogadores casuais. E por isso nos abordaram, porque disseram 'pensamos que vocês têm algo que pode competir no espaço de Mario e acreditamos que Mario é o que tem de ser aniquilado. Vemos este espaço. Queremos esse público. Adoramos Oddworld. Portanto, por que não aproveita essa oportunidade? E talvez possamos dar o Xbox de graça'", explicou ele.

No entanto, oferecer o Xbox gratuitamente não era a única opção que a Microsoft estudava para entrar no competitivo mercado de games, na época dominado por empresas como Sony e Nintendo.

Samuel Blackley, cocriador do primeiro modelo do Xbox, comentou que precisou impedir que algumas ideias fossem colocadas em prática para o lançamento do console. Segundo ele, tentativas como forçar o uso do Windows no Xbox e até mesmo comprar a Nintendo foram cogitadas.

"Nos primeiros dias do Xbox, especialmente antes de descobrirmos como ter a luz verde para o projeto como um console de jogos, todas as pessoas que viam o conceito diziam que ele deveria ser gratuito, teria de alguma forma forçar a rodar o Windows depois de algum tempo no mercado", declarou Blackley.

A ideia de comprar a Nintendo fazia parte da estratégia de chegar aos mercados já estabelecidos a fim de conseguir sucesso no lançamento do Xbox. As declarações recentes são as mesmas de Peter Moore em 2008, que disse que, como medida para eliminar a concorrência, comprar a Nintendo parecia ser a melhor opção para a Microsoft.

Blackley afirmou que por sorte todas essas ideias foram descartadas e que a equipe do Xbox conseguiu desenvolver um console excelente e com ótimo sucesso no mercado, oferecendo, por exemplo, a franquia Halo e o serviço inovador da Xbox Live.

Fonte: GamesIndustry

Fonte: http://www.ubergizmo.com/2015/04/microsoft-had-at-one-point-considered-buying-nintendo/?utm_source=mainrss