Microsoft anuncia fim da assinatura gratuita do Xbox Music

Por Redação | 23.10.2014 às 16:15
photo_camera The Verge

A Microsoft tomou nesta quinta-feira (23) uma decisão que pode ser desagradável para alguns: a partir do dia 1º de dezembro, a empresa encerrará a opção de acesso gratuito ao serviço Xbox Music em todos os países. Os usuários que quiserem continuar utilizando a plataforma, então, devem aderir aos planos pagos, que custam US$ 9,99 (cerca de R$ 25) por mês.

O serviço é um dos destaques da oferta de entretenimento da Microsoft e pode ser acessado via web ou por meio de aplicativos no Xbox One, Xbox 360 ou Windows 8. O funcionamento, então, é basicamente o mesmo de qualquer serviço de streaming, com o usuário selecionando músicas que não são literalmente baixadas para o computador. Em sua versão gratuita, a plataforma contava com anúncios.

Já quem paga não precisa ouvir as propagandas e ainda conta com as funções tradicionais de download de faixas para ouvir no PC, smartphone ou tablet sem a necessidade de conexão com a internet. O Xbox Music conta ainda com uma função de sincronização entre dispositivos, que permite começar a ouvir um álbum em um aparelho e continuar de onde parou em todos os outros.

Segundo a Microsoft, apesar do fim do suporte gratuito ao serviço, as compras realizadas e músicas já baixadas não serão afetadas e poderão continuar a serem ouvidas normalmente. Além disso, as playlists, configurações e outros aspectos continuam os mesmos na transição do modelo gratuito para o pago, mas as faixas somente poderão ser ouvidas por quem assinar.

Por fim, todos os usuários gratuitos poderão acessar o Xbox Music de graça, mas com todos os benefícios dos assinantes, por 30 dias a partir da data de fim do suporte. Assim, espera a empresa, eles serão estimulados a permanecer com a plataforma em vez de optar pela concorrência, como o Spotify, que ainda conta com uma alternativa gratuita para streaming de faixas.

O Xbox Music foi lançado em 2012 inicialmente no Xbox 360. Aos poucos, se tornou parte integrante da oferta de entretenimento da Microsoft e, hoje, está disponível em todos os dispositivos da empresa, além de contar com uma versão web.