Mesmo fora da CES, Apple permanece como centro das atenções

Por Redação | 08.01.2015 às 13:41

Enquanto grandes figurões da indústria como Samsung, Intel, Nvidia e diversos outros consideram a CES como o pontapé inicial nas atividades anuais, a Apple, como sempre, prefere ficar em casa. A empresa é avessa a grandes eventos do tipo e prefere realizar apresentações próprias, sozinha, atraindo toda a atenção para si em vez de brigar para ver quem fala mais alto em um pavilhão de exposições. Mas, mesmo fora da edição deste ano, o Watch, seu novo produto, parece ser o grande assunto.

Não poderia ser diferente em uma das grandes feiras de tecnologia do mundo, mas aqui, os relógios inteligentes parecem ter ficado em segundo plano. A atitude não teria a ver apenas com o foco na Internet das Coisas, mas também com a ideia de que muitas empresas estão efetivamente aguardando para ver o que a Apple vai fazer antes de liberarem seus produtos no mercado. É um movimento que já foi visto antes em segmentos como os de MP3 players e celulares, e coloca mais uma vez a empresa de Cupertino em uma posição privilegiada, mesmo chegando mais tarde ao mercado.

Rumores surgidos no início da semana e publicados pelo site 9to5Mac apenas ajudaram a cimentar essa noção. De acordo com as informações não confirmadas, o lançamento do Apple Watch estaria mais próximo do que imaginávamos e o aparelho deve chegar às lojas já no mês de março. Isso faria com que a empresa realizasse, possivelmente, mais um evento nas próximas semanas, mostrando o relógio mais de perto e construindo a antecipação que é sempre presente na chegada de qualquer produto próprio.

De acordo com as informações do site Venture Beat, nos corredores da feira, muita gente chegou a questionar se a informação é, realmente, um rumor de verdade. Para os mais conspiratórios, trata-se de uma estratégia da Apple, que coordenou um vazamento estratégico para o primeiro dia de CES 2015 para que, mesmo fora da feira, a empresa fosse lembrada por visitantes e, principalmente, empresas rivais.

Não seria a primeira vez. Nos últimos dois anos, por exemplo, a empresa já atraiu as atenções para si durante a realização da feira. Em 2013, o foco foi a visita do presidente da Apple, Tim Cook, à China, para conversar com fornecedores sobre novos produtos. No ano seguinte, veio a informação de que a App Store é a loja online que mais paga aos desenvolvedores, com recorde de US$ 10 bilhões em vendas de aplicativos. Ambas informações nada relacionadas aos assuntos principais da CES, mas colocadas para que todos se lembrassem da existência da Maçã. Neste ano, porém, não veio nada de oficial, o que levou muita gente a pensar que o rumor sobre o Watch não seria um boato de verdade.

Stand by

Quem passa pelos corredores da CES sem estar ligado no mercado de tecnologia pode até pensar que a onda dos smartwatches acabou antes mesmo de começar. Como cita o The Verge, são poucas as opções disponíveis nos corredores da feira e, em sua maioria, elas são bem específicas. Temos, por exemplo, relógios inteligentes da LG ou da Audi, capazes de controlar os sistemas eletrônicos de um carro, ou o Alcatel Onetouch, um relógio de baixo custo que funciona não apenas com o Android, mas também com iPhones.

Todas, ou pelo menos a maioria delas são opções baseadas em nichos em que a Apple simplesmente não deve pisar tão cedo. Enquanto isso, as outras fabricantes permanecem aguardando para ver o que vai acontecer. A ideia geral é que, mais uma vez, a empresa de Cupertino vai ditar os rumos do mercado e que quem não entrou no mercado até agora terá dificuldade de fixar novos produtos nos pulsos dos usuários com o Watch tão próximo de chegar por aí.

O mesmo vale para os usuários, que sabem o que a Maçã está planejando e querem guardar o dinheiro que investiriam em um smartwatch para ver o que o dispositivo da companhia é capaz de fazer. Assim, cria-se um ambiente de antecipação e, ao mesmo tempo, vácuo de lançamentos, com todo mundo aguardando enquanto a Apple, mais uma vez, parece estar na posição confortável de fazer o que quiser.