Zuckerberg faturou US$ 3,5 bi em novembro com valorização de ações do Facebook

Por Redação | 03.12.2012 às 13:21

Depois de um longo período de turbulências, novembro foi um ótimo mês tanto para o Facebook como para seu criador, Mark Zuckerberg. O valor das ações da companhia apresentaram um aumento significativo no período e Zuckerberg faturou US$ 3,5 bilhões (cerca de R$ 7,5 bilhões). As informações são do Mashable.

As ações do Facebook custavam US$ 21,08 (R$ 45,02) no primeiro dia de pregão de novembro e fecharam em US$ 28 (R$ 59,80) na última sexta-feira (30), apresentando seu maior valor desde julho. E como resultado desse aumento do valor das ações, o jovem executivo também viu a situação da sua conta bancária melhorar.

Em maio deste ano, a empresa realizou sua abertura na Bolsa de Valores dos Estados Unidos com cada ação valendo US$ 38 (R$ 81). Isso significa que, na época, as 504 milhões de ações de Zuckerberg valiam, juntas, US$ 19,1 bilhões (R$ 40,7 bilhões). Nos meses seguintes, as ações do Facebook diminuíram consideravelmente de preço, fazendo com que a fortuna de Mark Zuckerberg também diminuísse para US$ 8,84 bilhões (R$ 18,8 bilhões).

Mark Zuckerberg

Reprodução: Mashable

O começo da retomada do Facebook se deve a dois principais fatores. O primeiro deles é um aumento considerável do retorno das ações no final de outubro, o que mostrou que a empresa está conseguindo gerar lucros a partir dos anúncios móveis. E o segundo fator está diretamente ligado ao término do bloqueio das ações, que impedia que funcionários vendessem seus papéis e que pode ter pressionado o valor deles.

O patrimônio de Zuckerberg estava estimado em US$ 14,1 bilhões (R$ 30,1 bilhões) no último dia de novembro e deverá aumentar ao longo de dezembro. Analistas também acreditam que o valor das ações do Facebook tendem a subir depois de um longo período de quedas.