Mais de metade dos e-mails do Gmail são transmitidos sem criptografia

Por Redação | 04 de Junho de 2014 às 11h08

Preocupada com a segurança dos emails de seus usuários – principalmente após os escândalos de espionagem governamental denunciados por Edward Snowden no ano passado – o Google está lançando uma nova seção de seu Transparency Report. Agora, o relatório que dá uma noção do estado da segurança na internet mostra também a quantas anda a proteção nos e-mails, tanto nos servidores da empresa quanto nos da concorrência.

Antes de mais nada, a empresa afirma que aplica métodos avançados de encriptação em todas as mensagens transmitidas por seus serviços. Esse tipo de suporte, porém, também precisa ser dado pelo serviço que vai receber a comunicação e isso nem sempre acontece, tornando os usuários vulneráveis na outra ponta da comunicação.

Segundo o Google, cerca de 65% dos e-mails enviados a partir de sua plataforma chegam a outros servidores, enquanto metade das mensagens recebidas partem de serviços de terceiros. E é aí que está o grande problema, com a empresa afirmando que só pode garantir a proteção e confiabilidade dos e-mails até um determinado ponto, já que é preciso que a criptografia esteja habilitada “do outro lado” para que a proteção permaneça do início ao final da comunicação.

A companhia diz aplicar segurança TLS (Transport Layer Secutiry) como padrão e incentivar outras empresas a fazerem o mesmo, de forma a configurar um ambiente seguro na internet. Como resposta, ela observa que alguns serviços fizeram esse tipo de alteração de pronto, enquanto outros disseram estarem trabalhando para garantir o funcionamento da camada de segurança.

Mas, enquanto esperamos, muitos problemas podem acontecer. É justamente por isso que o Google lançou o código fonte Beta da extensão End-to-End, para o navegador Chrome, que adiciona mais uma camada de proteção às mensagens para aqueles que querem se sentir mais seguros durante o uso do e-mail. Por enquanto, a extensão está disponível apenas para desenvolvedores, mas a ideia é que ela esteja presente em breve na loja online do aplicativo e permita que os usuários comuns também a utilizem.

A ideia de abrir os trabalhos para a comunidade vem justamente daí, garantindo uma etapa de testes bem ampla e com o maior número de interessados possível. A End-to-End vai servir como uma boa alternativa, na visão do Google, até que a encriptação de e-mails se torne algo padrão na indústria de tecnologia.

Além disso, a gigante da internet dá as sugestões de sempre para quem quiser se proteger: utilize senhas complexas e aleatórias, tenha boas soluções de segurança instaladas no computador e desconfie de mensagens com ofertas ou convites que pareçam estranhos. O phishing é uma das maiores pragas da internet atual e a principal maneira usada pelos hackers para roubar os seus dados é, justamente, o envio de e-mails fraudulentos que se fazem passar por empresas legítimas.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.