Lucro da Intel cai 27% no quarto trimestre de 2012

Por Redação | 18 de Janeiro de 2013 às 12h35

O mercado de PCs tem sofrido queda significativa com a chegada dos tablets e smartphones e, consequentemente, isto tem afetado o negócio de processadores da Intel. Nesta quinta-feira (17), a empresa anunciou seus rendimentos no quarto trimestre de 2012, afirmando que seu lucro operacional apresentou queda de 27% em decorrência da baixa demanda por computadores pessoais.

A empresa registrou lucro líquido de US$ 2,5 bilhões (R$ 5 bilhões), ou quarenta e oito centavos de dólar por ação, queda de 27% em comparação aos US$ 3,4 bilhões (R$ 6,9 bilhões), ou 64 centavos de dólar por ação, registrados no mesmo período de 2011. A receita caiu três por cento, de US$ 13,9 bilhões (R$ 28,3 bilhões) para US$ 13,5 bilhões (R$ 27,5 bilhões).

Mais pessoas e empresas estão adquirindo dispositivos móveis ao invés dos tradicionais computadores e notebooks, e isso prejudica o negócio da Intel que tem 64% de todo o seu lucro oriundo dos processadores para PCs. A companhia tem tentado, sem muito sucesso, levar seus chipsets para tablets e smartphones, mas tem enfrentado a concorrência de outras empresas como é o caso da Qualcomm.

Segundo o The New York Times, mesmo com tantos problemas, a companhia ainda conseguiu se manter forte no mercado e até superar as expectativas dos investidores e analistas. A receita total ficou alinhada com a previsão dos especialistas e o lucro líquido superou o previsto, de 45 centavos de dólar por ação.

Paul Otellini apresentação PCs

Paul Otellini, atual CEO da Intel

"O quarto trimestre transcorreu muito melhor do que esperávamos, enquanto nós continuamos a trabalhar em um ambiente muito desafiador", afirmou em nota Paul Otellini, atual CEO da Intel. "Nós tivemos um grande progresso em nosso negócio em 2012 como com nossa entrada no mercado de tablets e smartphones, trabalhando com nossos parceiros para reinventar o PC e continuamos ampliando nosso crescimento e inovação nos data centers. À medida em que entramos em 2013, nossa forte linha de produtos tem nos colocado em uma boa posição para levarmos uma nova onda de inovação no espectro da computação pessoal".

O segundo maior negócio da Intel, os chips para data centers, teve rendimentos na casa dos US$ 2,8 bilhões (R$ 5,7 bilhões) no quarto trimestre de 2012, crescimento de 4% em comparação ao mesmo período do ano anterior. A pequena projeção de lucros da empresa para o ano de 2013 fez com que suas ações caíssem 5% no after-hours do pregão de ontem (17), em US$ 22,68 (R$ 46).

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.