Lojas próprias de apps corporativos: a nova mania no mundo B2B

Por Redação | 22 de Julho de 2014 às 17h15
photo_camera Divulgação

Escrever textos, ler livros, criar planilhas e outras atividades que exigem maior concentração agora não se limitam apenas ao monitor de um notebook ou computador. Os celulares e tablets estão conquistando cada vez mais espaço no dia a dia de usuários que realizam essas tarefas. As empresas também estão de olho nessa tendência e investindo pesado em processos de gestão e virtualização de aplicativos de trabalho.

Prova disso é um novo estudo da Citrix sobre mobilidade. Como informa o site Baguete, atualmente 41% das companhias em todo o mundo estão se adaptando a esses processos e 47% já começaram a implementar novas tecnologias para gerenciá-los. A ideia é permitir que as corporações atendam às necessidades de seus funcionários e clientes criando lojas próprias de apps, permitindo mais flexibilidade aos seus colaboradores e, consequentemente, tornando-os mais produtivos.

O motivo é simples: os aplicativos para dispositivos móveis são fáceis de usar e garantem mais mobilidade ao profissional, que pode acessar notas, editar documentos, manejar gastos ou sincronizar arquivos com apenas uma única ferramenta, ou com a junção de duas ou mais delas. Além de simplificar o trabalho e o acesso dos funcionários e clientes a esses recursos, a empresa garante que todos os protocolos de segurança exigidos sejam cumpridos, pois os aplicativos estarão alocados no servidor da entidade.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

De acordo com uma estimativa do instituto de pesquisas Gartner, 25% das empresas terão lojas de aplicações corporativas em 2017. Os números correspondem ao aumento no uso de apps móveis, que cresceu 115% no ano passado, segundo dados da Flurry Analytics. Com boas expectativas para o mercado de aplicações móveis corporativas, é preciso saber gerenciar essas ferramentas e contar com ecossistemas de soluções integradas que contemplem a administração dos apps.

Leia também:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.