Lenovo volta a considerar compra da BlackBerry

Por Redação | 18 de Outubro de 2013 às 15h00

A Lenovo está ressurgindo como um forte nome para comprar a BlackBerry, ou ao menos uma parte dela. A empresa chinesa assinou um acordo que dá acesso aos balanços da fabricante canadense, para avaliar uma possível aquisição.

No mês passado, a BlackBerry recebeu uma oferta de 4,7 bilhões de dólares da Fairfax Financial Holdings Ltd., que planeja adquirir a totalidade da empresa e fechar seu capital. Essa negociação, no entanto, parece ter esfriado depois que a empresa anunciou prejuízos próximos a 1 bilhão de dólares no último trimestre. Com isso, a Lenovo voltou a ser uma das principais candidatas à aquisição.

A Lenovo deve enfrentar uma resistência do governo canadense, que prefere, caso a BlackBerry seja mesmo vendida, que seja para uma empresa do próprio país, para assegurar que companhias locais apoiem o interesse nacional.

A rede segura da BlackBerry ainda é usada para e-mail do governo e confidenciais, mesmo que o grande público tenha migrado para o Android e iOS. Preocupações com a segurança da informação são o mesmo problema que vem mantendo a Huawei com dificuldade de penetrar no mercado norte-americano há algum tempo. Tudo isso torna mais provável que a Lenovo adquira apenas parte da BlackBerry, e não a empresa toda, como afirma a Reuters.

No começo deste mês, os co-fundadores Mike Lazaridis e Douglas Fregin também disseram que estavam considerando uma oferta para comprar de volta a companhia que ajudaram a criar. Existem ainda outras empresas analisando os balanços da BlackBerry para decidir se farão uma oferta ou não, mas o negócio parece delicado, já que não há muitos interessados em uma empresa que sangra milhões de dólares por mês.

Para a Lenovo, que é hoje a quarta maior fabricante de smartphones e a maior fabricante de PCs do planeta, a aquisição poderia ser benéfica para ajudar na entrada da empresa no mercado norte-americano. Por outro lado, a Lenovo já possui um setor de dispositivos móveis rodando Android que vem vendendo muito bem na China.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.