LG confirma produção própria de processadores

Por Redação | 16.04.2014 às 12:54

Os rumores eram antigos e, cada vez mais, assumiam caráter de verdade. Mas, agora, a novela chegou ao fim. A LG finalmente confirmou que está entrando no mercado de fabricação de chips e dará início à produção de seus próprios processadores em parceria com a TSMC, a renomada companhia taiwanesa desse segmento.

De acordo com as informações oficiais, publicadas pelo Korea Herald e obtidas com um porta-voz da LG, a fabricação dos componentes deve ser iniciada “em breve”. Além de confirmar um retorno ao mercado de semicondutores, a empresa não falou mais no assunto nem deu detalhes sobre o caráter dos chips.

Isso, claro, não impediu que os rumores continuassem a correr. Uma fonte ouvida pelo mesmo veículo afirma que o processo de fabricação deve começar ainda no atual trimestre, com a companhia produzindo chips com o codinome Orion, que já devem aparecer no LG G3, um dos próximos lançamentos de topo de linha da marca com lançamento marcado para, no máximo, o início do segundo semestre de 2014.

Trata-se de um movimento da LG para se manter competitiva no mercado, mas mais do que isso, baratear o custo de produção de seus aparelhos. A chegada e posterior sucesso do Samsung Galaxy S5 teriam sido o estopim da iniciativa, que vem sendo compartilhada também por outras companhias asiáticas do mercado de smartphones.

O design do suposto chip Orion será exclusivo para aparelhos LG e tem uma arquitetura ARM. Especificações preliminares indicam um chip com quatro núcleos Cortex A-15 de 2,2 GHz, ou uma versão também quadcore com 1,7 GHz e Cortex-A7. Já a GPU seria uma PowerVR Series 6 da Imagination Technology, que é um dos componentes mais poderosos disponíveis no mercado atual. Versões para aparelhos de baixo e médio custo também estariam nos planos.

A versão do LG G3 com esse chip, porém, seria exclusiva do mercado sul-coreano. O restante do mundo receberia uma edição mais convencional, com processador Snapdragon. Estratégia semelhante já foi aplicada pela rival Samsung, com sucesso considerável.