LG admite problemas com o Snapdragon 810, mas diz que eles estão resolvidos

Por Redação | 29.01.2015 às 15:27

Mais um capítulo na saga da Qualcomm com o processador Snapdragon 810 foi adicionado nesta quinta-feira (29). Em uma coletiva com a imprensa asiática sobre seus resultados financeiros para o último trimestre do ano passado, a LG admitiu ter tido problemas com a utilização do processador, mas que eles já estão resolvidos e que não existe falha alguma no G Flex 2, seu próximo dispositivo de topo de linha. As informações foram reportadas pelo site GSM Arena.

As discussões sobre o assunto estão acontecendo desde o final do ano passado. De acordo com os rumores não oficializados ainda, mas já dados como certos, o novo modelo da Qualcomm, que deveria estar embarcado na esmagadora maioria dos aparelhos de topo de linha de 2015, apresenta sérios problemas de aquecimento e desempenho. Tudo devido a uma decisão apressada da fabricante de utilizar componentes do mercado, e não arquitetura própria, para entregar um produto de 64-bit.

A LG não especificou exatamente quais contratempos enfrentou com o novo Snapdragon, mas disse que detectou problemas na primeira leva de processadores que foi enviada para análises e testes. Toda a questão, porém, foi resolvida rapidamente e a fabricante afirma veementemente que o G Flex 2 não somente não terá performance ou funções afetadas por isso, como também não deve ter seu lançamento adiado por conta de tais falhas.

Essa é uma afirmação que a LG já havia dado antes, inclusive. Em meio a rumores de que a Samsung estaria rompendo a parceria de anos com a Qualcomm e teria desistido de usar o Snapdragon 810 no Galaxy S6, a fabricante afirmou que o chip funciona muito bem, obrigado. Mais do que isso, garantiu ao mercado e aos clientes que a empresa jamais utilizaria um componente defeituoso em qualquer um de seus produtos, quanto mais em um dispositivo de topo de linha, ao qual questões como aquecimento e performance são essenciais.

Toda a questão, porém, parece estar preocupando bastante a fabricante. Rumores do início da semana afirmam que ela estaria até mesmo disposta a processar a Qualcomm caso se confirme a informação de que ela se sentou com a Samsung para desenvolver uma nova versão do Snapdragon 810, exclusiva para o Galaxy S6. A prática foi considerada como uma infração nas leis de concorrência e poderia minar profundamente as vendas do G Flex 2, principalmente caso se confirmem os problemas do processador.

Por enquanto, toda a história segue com mais informações não-confirmadas, mas que a cada novo desenvolvimento parecem mais próximas de verídicas. A data final para revelação de tudo isso, porém, está próxima – a expectativa é que o LG G Flex 2 chegue nas próximas semanas, com o Samsung Galaxy S6 sendo anunciado em março e dando as caras nas prateleiras pouco depois.