Jonathan Ive acusa Xiaomi e outras empresas de roubo e preguiça

Por Redação | 10 de Outubro de 2014 às 12h31
photo_camera Divulgação

Se você é fã dos produtos da Apple ou apenas um entusiasta do segmento de tecnologia, certamente já ouviu falar de Jonathan Ive. O designer é o vice-presidente sênior de design da Apple e trabalhou diretamente com Steve Jobs para criar uma série de aparelhos que estão na mão de uma multidão nos dias de hoje, como o iPod, iPhone e iPad. Ele certamente é um dos grandes nomes da tecnologia atual.

Por conta dessa posição de destaque, uma declaração feita durante uma entrevista na Vanity Fair New Establishment Summit, nesta quinta-feira (09), gerou muita polêmica. Em relação às semelhanças de design de aparelhos lançados por empresas concorrentes, como é o caso da Samsung e a Xiaomi, o entrevistador perguntou como Ive se sente, se ele considera esse tipo de situação como um elogio ou homenagem.

Sem espaço para gentilezas

Segundo o Cultofmac, o designer foi bem decidido e um tanto quanto duro na sua resposta. Focando o seu discurso especialmente nos produtos da chinesa Xiaomi, Ive simplesmente disse: “Eu não vejo isso como uma homenagem, eu vejo como roubo e como preguiça”. Algumas pessoas podem considerar que esse é um discurso agressivo, sendo que até mesmo o próprio executivo afirma que ele pega pesado nessa questão.

A defesa de Ive é bastante simples. Ele explica que passou oito anos desenvolvendo o iPhone e, de repente, ele é simplesmente copiado. Além disso, a postura do profissional é bastante condizente com a da Apple, que ainda trava diversas batalhas judiciais contra a Samsung e Google por conta de supostas quebras de patentes em smartphones e no sistema operacional mobile Android.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.