Jack Tretton deixa cargo de CEO da Sony Computer Entertainment America

Por Redação | 07 de Março de 2014 às 09h10
photo_camera Divulgação

Em comunicado oficial, a Sony anunciou, nessa quinta-feira (6), que Jack Tretton deixará seu cargo de presidente da Sony Computer Entertainment America. O executivo sairá oficialmente do cargo no próximo dia 31 de março e, já no dia seguinte, Shawn Layden, que foi vice-presidente executivo da Sony Network Entertainment International, assumirá o seu lugar.

A saída do empresário é de comum acordo entre ele e a companhia japonesa. "Isso é resultado de um acordo mútuo entre o Sr. Tretton e a SCEA [Sony Computer Entertainment America] em não renovar as obrigações contratuais", informa o texto. Tretton agradeceu aos funcionários, parceiros e consumidores da Sony pelo comprometimento e parcerias sem fim à marca PlayStation. "Agradeço aos nossos fãs por nos levarem a novos patamares de inovação e entretenimento nas duas últimas décadas", completou.

Por quase 20 anos, Tretton ficou conhecido principalmente por seu trabalho na linha PlayStation na América do Norte, divisão em que esteve presente desde os primeiros anos da marca, na década de 1990. Consequentemente, o executivo acompanhou o lançamento de todos os consoles da família PS, sendo presença constante em eventos e conferências para promover os jogos e aparelhos da corporação.

"Trabalhar na SCEA durante 19 anos foi uma das experiências mais recompensadoras da minha carreira", declarou Tretton que, desde 2006, ocupava o posto de presidente da divisão norte-americana. Ele ainda afirmou que está deixando a marca PlayStation em uma posição consideravelmente boa.

E não é para menos. Apesar do baixo índice de aceitação do PlayStation Vita - por sinal, um dos produtos mais comentados por Tretton em todas as apresentações -, em quase quatro meses o PlayStation 4 já vendeu mais de 6 milhões de unidades em todo o mundo, quase o dobro das vendas do Xbox One, da Microsoft. Além disso, o console tem superado as expectativas da Sony e já atingiu a marca de 5 milhões de unidades estipulada pela companhia para o fim de seu ano fiscal, em março.

Um dos momentos mais marcantes de Jack Tretton em sua trajetória pela Sony foi na E3 do ano passado. Durante a conferência do PlayStation 4, Tretton subiu ao palco para revelar que o videogame não teria qualquer tipo de trava ou bloqueio de região, ou seja, você poderia comprar, vender ou emprestar seus jogos a outras pessoas. O executivo ainda confirmou que o PS4 não precisaria ficar conectado à internet para funcionar. Isso tudo em tom de alfinetada às antigas restrições do Xbox One, anunciadas no evento em que a Microsoft mostrou pela primeira vez o console.

"Quando um jogador compra o CD de um game para o PS4, ele tem o direito de usar aquela cópia do jogo como quiser. Ele pode trocá-lo por outro título em uma loja, vender para outra pessoa, emprestar para um amigo ou mantê-lo para sempre. Além disso, os games do PS4 não precisam estar conectados na internet para serem jogados, nem de uma autenticação online. Se você gosta de jogar sozinho offline, o PS4 não precisa fazer checagens períodicas online e não vai parar de funcionar se você não se conectar a cada 24 horas", disse.

As declarações de Tretton levaram a plateia da E3 à loucura. Assista:

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.