Itautec apresenta novos caixas eletrônicos com NFC e interface dupla

Por Rafael Romer | 17.06.2013 às 16:08
photo_camera Divulgação

A Itautec apresentou dois novos conceitos de caixas eletrônicos que visam aumentar a eficiencia e facilidade do saque para o usuário nesta edição do Ciab 2013 (Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras), realizado na última semana em Sâo Paulo.

O primeiro deles, chamado de Adattis 2userS, possui uma única estrutura de cofre, CPU e dispensador de notas com dois pontos de atendimento, o que permite que mais de um usuário realize operações independentes na máquina ao mesmo tempo.

Além de promover a eficiência operacional, o sistema possui uma construção diferente que melhora a segurança do conteúdo do cofre. Diferente de ATMs tradicionais, o cofre fica deslocado cerca de um palmo da interface do usuário, o que impediria o acesso ao dinheiro por bandidos através do uso de material explosivo, por exemplo. "O grande problema para os bancos hoje é o arrombamento com expolosão. Se eu colocar uma parede reforçada aqui, eu deixo o cofre isolado e você inibe a ação do arrombador", explica o coordenador de comunicação corporativa da Itautec, Alex Barbosa.

Segundo a fabricante, apesar de ser um único equipamento, as interfaces são separadas e qualquer problema mecânico em uma delas não afetará a outra. No conceito exposto, o ATM apresenta também capacidades para retirada de extratos via e-mail e QR code.

O segundo conceito apresentado pela fabricante, a Adattis Mobicash, tem como ideia deslocar toda a interface de saque de dinheiro para um aplicativo de celular.

A máquina não possui nenhum tipo de tela, mas utiliza a tecnologia NFC (Near Field Communication) para permitir que o usuário faça um saque pré-cadastrado através de um app em seu smartphone simplesmente passando o dispositivo na frente do caixa eletrônico. Para garantir a segurança do saque, a máquina também utiliza uma verificação biométrica do correntista.

Itautec

A Adattis Mobicash tem como ideia deslocar toda a interface de saque de dinheiro para um aplicativo de celular (foto: divulgação)

A expectativa é que o caixa eletrônico com NFC reduza para um terço o tempo que atualmente se leva para realizar um saque. "E essa tecnologia contactless (sem contato) não precisa estar necessariamente no celular, ela pode estar em um cartão, por exemplo", afirma Barbosa.

Assim como o Adattis 2userS, o Mobicash também possui uma distância maior entre a interface e o cofre, dando mais segurança ao equipamento.

Os dois conceitos já tiveram suas patentes requeridas pela Itautec no Brasil, mas ainda podem levar até dois anos de testes antes de serem aplicados em agências.