Inventor do iPod diz que Scott Forstall 'teve o que mereceu' ao ser demitido

Por Redação | 29.11.2012 às 14:26

Parece que Scott Forstall realmente não era muito querido por todos os funcionários da Apple. O inventor do iPod, Tony Fadell, disse que o ex-líder do iOS "teve o que mereceu" quando foi demitido pela empresa da maçã no início deste mês.

Segundo informações do BusinessInsider, os dois ex-executivos da Apple declaradamente não se davam bem enquanto trabalham na companhia. Inclusive, dizem que um dos grandes motivos que levou Fadell a deixar a Apple foi a tensão que havia entre ele e Forstall.

Em uma recente entrevista concedida à rede de televisão BBC, Fadell deixou bem claro que não gosta de Forstall. Ele chegou a dizer que as pessoas em Cupertino - local onde fica a sede da Apple - estavam torcendo para a saída do executivo. Ele afirma ainda que, agora que Forstall está fora, "pessoas maravilhosas" terão a chance de mostrar mais seu trabalho dentro da empresa.

O "pai do iPod" deixou a Apple em 2008, depois de chefiar a divisão do tocador de música. Tony Fadell chegou a ser considerado pela conceituada revista Forbes o sucessor de Steve Jobs dentro da companhia.

Já Scott Forstall deixou a Apple no início desse mês. Ele trabalhava na empresa há quase duas décadas, e foi um dos arquitetos responsáveis pelo sistema operacional Mac OS X e liderou o desenvolvimento do software de iPhones e iPads em 2006. Forstall chegou a ser considerado um dos executivos que incorporava melhor a visão tecnológica de Steve Jobs, com quem chegou a trabalhar durante muito tempo. Mas, segundo informações, ele também era conhecido como ambicioso, o que aumentou os atritos com outros executivos seniores, principalmente após a morte de Jobs.