Intel surpreende e tem receita recorde no quarto trimestre de 2014

Por Redação | 16.01.2015 às 13:44

A fabricante de processadores Intel superou facilmente as estimativas dos analistas para o quarto trimestre do ano passado, reportando bons registros em suas áreas de atuação. As vendas da empresa atingiram um pico, provavelmente estimuladas pelo período de final de ano, no qual os consumidores em todo mundo tendem a gastar mais. Sendo assim, a empresa conseguiu surpreender os analistas que acreditavam, segundo o Yahoo Finance, que os lucros estariam em torno de 66 centavos por ação e uma receita de 14,7 bilhões de dólares americanos. Mas no quarto trimestre, a Intel conseguiu exceder a expectativa de lucros, chegando a 74 centavos por ação.

Os lucros da empresa também foram bastante animadores, registrando US$ 3,7 bilhões, um aumento de 39% em relação ao ano anterior. Já em todo o ano, a fabricante reportou uma receita de US$ 55,9 bilhões e lucros de US$ 11,7 bilhões, com vendas de PCs, servidores, tablets, smartphones e de produtos ligados à Internet das Coisas.

"O quarto trimestre foi um forte final de ano", disse em um comunicado o presidente-executivo da Intel, Brian Krzanich. "Nós conhecemos ou ultrapassamos vários objetivos importantes como o crescimento no negócio de datacenter, tablets e em outras áreas. Nós vamos melhorar a nossa rentabilidade no móvel e manter a Intel focada na próxima geração da computação".

As vendas de computadores para empresas aparentemente não estão caindo tão rapidamente como em alguns anos atrás. As encomendas de computadores voltados para ambientes corporativos, apesar de registrarem queda de 3% em anos anteriores, renderam US$ 8,9 bilhões. Vendas de desktops caíram 1% em comparação com o ano anterior, enquanto as vendas de notebooks subiram 11%, segundo a Intel. Já a média de preços de chips para desktops permaneceram estáveis, enquanto os preços em notebooks caíram 3%.

Por causa do anúncio do lançamento do Windows 10 e o aumento constante nas vendas de Chromebooks, as encomendas mundiais de PCs devem cair, mas em uma taxa mais baixa do que 3,3% esperada para este ano. Segundo a IDC, a queda em 2016 deverá ser de apenas 1,8%. Já a consultoria Gartner afirmou que, na realidade, as vendas de PCs subiram 1% no quarto trimestre, em comparação com o mesmo período de 2013.

Mas nem tudo está tão bom. A própria Intel admitiu que muitas fabricantes de hardware high-end poderiam ignorar seus chips da geração Broadwell, por considerarem atrasados. Para reverter este quadro, a Intel deverá disponibilizar seus novos processadores Skylake em breve. O setor de software da companhia americana também não apresentou bons resultados, arrecadando US$ 557 milhões, uma queda de 6% em relação ao ano anterior.

Nesta quinta-feira (15), a empresa realizou uma conferência com o objetivo de responder às perguntas de analistas financeiros. A Intel prevê uma receita de US$ 13,7 bilhões no primeiro trimestre deste ano, uma queda de 7% em relação ao trimestre anterior.

Certamente a fabricante de chips mais bem-sucedida do mundo continuará investindo em áreas que ainda não estão consolidadas, como a Internet das Coisas. O grande domínio da Intel no setor de servidores pode financiar a empresa em investidas emergentes para que talvez consiga uma nova receita recorde ao final de 2015.

Fonte: http://www.pcworld.com/article/2871281/intel-reports-record-revenues-for-fourth-quarter-driven-by-server-business.html#tk.rss_all