Intel investe US$ 62 milhões em startups de tecnologia

Por Redação | 04.11.2014 às 17:45

A Intel tem investido pesado em empresas de tecnologia, conforme anunciado nesta terça-feira (4) durante uma conferência global da empresa em Huntington Beach, nos EUA. Algumas delas são especializadas em óculos de realidade virtual, drones para coleta de dados e também startups de áudio e vídeo. Os investimentos somados em 16 companhias do ramo tecnológico somam US$ 62 milhões.

Esse anúncio vem poucas semanas depois da entidade revelar investimentos em torno de 28 milhões de dólares em empresas chinesas. Com isso, a empresa espera chegar a US$ 355 milhões em investimentos totais neste ano, aumentando para US$ 11 bilhões a quantia investida desde 1991.

Os últimos investimentos destacam o foco recente da Intel em dispositivos vestíveis e tecnologia de rastreamento ocular e móvel. O foco da companhia nesses segmentos faz sentido, visto que a empresa, líder no mercado de chips para PCs, perdeu espaço à medida que os consumidores têm optado mais por tablets e smartphones. Dessa forma, a Intel procura encontrar novos lugares para aumentar seu crescimento.

Uma das empresas que estão incluídas na lista de investimentos da Intel é a Avegant. Ela é responsável pelo desenvolvimento do Glyph, um conjunto de óculos e fones de ouvido. A Avegant conseguiu mais de US$ 1 milhão através do site de financiamento Kickstarter no início deste ano e, nesta terça-feira, anunciou recebimento de US$ 9,37 milhões de financiamento, dos quais a Intel é a principal investidora.

Avegant Glyph

Segundo o CEO da Avegant, Joerg Tewes, "isso ajudará a conduzir o produto para frente. É crucial para nós. Isso é realmente o que precisávamos para obter o produto completamente desenvolvido". Inicialmente, a Avegant tinha interesse em disponibilizar seu dispositivo ainda este ano, mas os planos foram adiados, visto que, segundo Tewes, a empresa precisa de mais tempo para desenvolver o Glyph.

Já o mercado de realidade virtual tem ganhado popularidade em diversos setores, principalmente após a compra do Facebook envolvendo a empresa Oculus, quando a rede social desembolsou cerca de US$ 2 bilhões. A Sony desenvolveu o próprio projeto de realidade virtual, chamado Morpheus. O Google e a fabricante de chips Qualcomm também participaram de um investimento de US$ 542 milhões em uma startup do mesmo seguimento chamada Magic Leap.

Comparado aos investimentos mencionados, as apostas da Intel são inferiores, mas não menos importantes. Junto com o apoio à Avegant, a Intel também anunciou um novo financiamento para o Eyefluence, que desenvolve uma tecnologia de rastreamento ocular para realidade virtual. Outra aposta da companhia envolvendo o mesmo setor tecnológico diz respeito a EyeSmart, empresa chinesa que desenvolve uma tecnologia de reconhecimento de íris.

As empresas Braigo Labs, que faz uma impressora braille de baixo custo, a PrecisionHawk, que desenvolve pequenos drones, e a Audyssey, que desenvolve uma tecnologia para melhorar a qualidade de som em eletrônicos, também receberam injeções financeiras da Intel, anunciados durante o evento.

Fonte: http://www.cnet.com/news/intel-invests-62m-in-virtual-reality-drones-mobile/#ftag=CAD590a51ehttp://convergecom.com.br/tiinside/04/11/2014/intel-capital-investe-mais-us-62-milhoes-em-startups-de-tecnologia-dos-eua-e-israel/#.VFkcezTF9F8