Intel e Luxottica fecham acordo para produção de óculos inteligentes

Por Redação | 03 de Dezembro de 2014 às 16h08

Mesmo a passos lentos, o mercado de dispositivos móveis está crescendo e ganhando milhares de adeptos em todo o mundo. Agora, a indústria wearable ganhou um novo reforço que promete explorar todo o potencial dessa nova categoria de aparelhos. Trata-se da Intel, que revelou nesta quarta-feira (3) uma parceria com a fabricante Luxottica Group para a produção de novos modelos de óculos inteligentes.

De acordo com o site CNET, as duas empresas esperam criar produtos altamente tecnológicos, mas que ao mesmo tempo apresentem um design confortável e fashion. "Esperamos que nossas experiências ajudem a conduzir a inovação em um ritmo muito mais rápido e quebrem as barreiras do que sabemos ser possível fazer", comentou o CEO da Intel, Brian Krzanich. A expectativa é que o primeiro acessório desenvolvido pelas companhias seja lançado em 2015.

Esta não é a primeira parceria da Intel focada no mercado de tecnologias vestíveis. Recentemente, a fabricante de processadores assinou acordos com instituições como a SMS Audio, para criar fones de ouvido inteligentes; a Fossil, para acessórios e relógios; e a Opening Ceremony com sua pulseira de luxo MICA. Todos os gadgets são voltados para usuários antenados com o mundo da moda, o que leva a crer que a parceria com a Luxottica também seguirá pelo mesmo caminho.

"Esta é uma oportunidade incrível para inovar e moldar o futuro dos óculos", disse Massimo Vian, presidente-executivo da Luxottica Group. Entre as marcas vendidas pela companhia italiana estão Oakley, Oliver Peoples e Ray-Ban, além de nomes licenciados como Coach, Versace, Chanel e Prada.

O acordo entre Intel e Luxottica vem dois dias após uma reportagem do Wall Street Journal afirmar que a segunda versão do Google Glass contará com chips produzidos pela Intel. As empresas estariam desenvolvendo novos métodos funcionais para aumentar a autonomia de bateria do acessório da gigante das buscas - um dos recursos mais criticados na versão Explorer vendida atualmente.

Além disso, a própria Luxottica já tem uma parceria com o Google que prevê o lançamento de armações de luxo para o Glass a partir do ano que vem. O contrato prevê a venda dos óculos do Google, assim que ele chegar a sua versão final, em mais de cinco mil lojas da Luxottica nos Estados Unidos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.