Intel divulga receita recorde no terceiro trimestre

Por Redação | 16.10.2014 às 12:20

A Intel Corporation divulgou na última terça-feira (14) os resultados financeiros relacionados ao terceiro trimestre do ano, com uma receita de US$ 14,6 bilhões, lucro operacional de US$ 4,5 bilhões, lucro líquido de US$ 3,3 bilhões e EPS de US$ 0,66.

Entre os números divulgados está uma estimativa de dinheiro gerado com as operações em US$ 5,7 bilhões, dividendos pagos na ordem de US$ 1,1 bilhão e recompra de 122 milhões de ações ao portador por US$ 4,2 bilhões.

intel trimestre

O CEO da Intel, Brian Krzanich, comemorou o progresso da empresa. “Tivemos a maior receita da nossa história e um forte lucro neste trimestre. Há mais a fazer, mas nossos resultados nos dão confiança de que estamos executando com sucesso a nossa estratégia de ampliar nossos produtos para uma ampla gama de novos e empolgantes mercados”, afirmou ele.

No terceiro trimestre a Intel mostrou uma tendência de recuperação do segmento de PCs, que teve uma melhora de 6% se comparado com o semestre anterior e crescimento de 9% no ano a ano, levantando uma receita de US$ 9,2 bilhões.

A Data Center Group teve uma alta de 16% ano a ano, e de 5% no último trimestre, representando uma receita de US$ 3,7 bilhões. Enquanto a Internet das Coisas teve uma baixa sequencial de 2%, manteve um crescimento ano a ano de 14%, com receita de US$ 530 milhões.

A receita do Grupo de Mobilidade e Comunicação ficou em US$ 1 milhão, dentro das expectativas, e a receita dos segmentos operacionais de software e serviços foi de US$ 558 milhões, com alta sequencial e ano a ano de 2%. A empresa ainda divulgou a compraração ano a ano dos seus negócios.

intel ano a ano

Para o quarto trimestre de 2014, a Intel espera manter as receitas, com total de US$ 14,7 bilhões, um percentual de margem bruta de aproximadamente 64%. Os gastos previstos pela empresa são de US$ 4,9 bilhões com P&D mais MG&A, US$ 45 milhões com reestruturação, US$ 65 milhões com a amortização de intangíveis relacionados a aquisições, US$ 1,9 bilhão com depreciação e 28% destinados a alíquota fiscal. No total do gasto de capital para o ano a estimativa é de US$ 11 bilhões.