Intel deve investir R$ 300 milhões em incentivo de pesquisa no Brasil

Por Redação | 28.02.2013 às 06:15

Nesta quarta-feira (27), o presidente da Intel Brasil, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o ministro da Educação (MEC) se reuniram para anunciar um acordo que visa incentivar a pesquisa e desenvolvimento de tecnologias da informação e comunicação (TICs) em áreas que são de interesse do país.

A ação faz parte do Programa Estratégico de Software e Serviços de Tecnologia da Informação (TI Maior), do Governo Federal, que visa sanar deficiências no setor. Com o novo acordo, a Intel será responsável por um investimento de R$ 300 milhões no país dentro dos próximos cinco anos. A empresa pretende mobilizar cerca de 300 pesquisadores e dar prioridade para os segmentos de energia, transporte e educação.

"O primeiro aspecto positivo desse anúncio da Intel reside no fato de estarmos atraindo investimentos externos para a realização de atividades de P&D no Brasil. Isso aumenta a participação do Brasil no cenário mundial da inovação", afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, durante a cerimônia realizada no Ministério.

Intel, MCTI e MEC

Fernando Martins, Presidente da Intel Brasil, discursa em cerimônia realizada no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) - Foto: Divulgação

Universidades brasileiras também vão se beneficiar com o novo acordo, já que a Intel irá colaborar para a renovação dos currículos dos cursos de ciência da computação e desenvolvimento de software, bem como para possibilitar o acesso de pesquisadores e acadêmicos a laboratórios de computação de alto desempenho (HPC).

"Este acordo marca o início de uma nova fase para a Intel Brasil, onde assumimos um papel direto no fomento à inovação para o crescimento sustentável do país. Nos próximos cinco anos esperamos contribuir muito através da capacitação de profissionais, realização de pesquisa e desenvolvimento em conjunto com universidades brasileiras e empresas nacionais", disse Fernando Martins, presidente da Intel Brasil.