Intel deve focar no sistema Android para PCs de baixo custo

Por Redação | 03 de Dezembro de 2013 às 15h15
photo_camera Divulgação

Quando o assunto é sistema operacional móvel, não tem para ninguém: quem domina é o Android, equipado em mais de 80% dos tablets e smartphones usados em todo o mundo. Agora, tudo indica que o próximo passo do software do Google é ser também a plataforma dominante nos computadores.

O site VR-Zone teve acesso a um esquema de aplicação do Android em alguns modelos de chips da Intel. De acordo com o documento, a maior fabricante de processadores do planeta tem feito vários testes com o sistema operacional Android 4.2 Jelly Bean com UEFI BIOS nos chips Haswell das séries U e Y, além de combinar esses componentes com o Linux de 64 bits com Kernel 3.9.

O objetivo da Intel seria lançar PCs de baixo custo equipados com o sistema do Google. Em abril deste ano, a empresa revelou que seus chipsets mais baratos estarão presentes em uma nova série de notebooks com telas sensíveis ao toque de até US$ 200, nos Estados Unidos. Na época, o vice-presidente executivo e diretor de produtos da Intel, David Perlmutter, fez a previsão de que o Android deve ser o sistema operacional predominante em notebooks de baixo custo, e não o Windows.

Intel Android

Já em setembro, durante o Intel Developer Forum (IDF), o vice-presidente da Intel, Douglas W. Fisher, informou que a companhia tem um "amplo engajamento" com o Google e que mais de mil engenheiros estão trabalhando para levar a arquitetura do Android aos chips da empresa. Durante o evento, foram reveladas três novas famílias de chips de 22nm, projetadas para dar suporte a dispositivos com os sistemas Android e Windows 8.

Fato é que, se a Intel projetar algo realmente significativo com o Android, os planos da ARM para entrar no mercado dos computadores pessoais podem estar ameaçados, já que a maioria dos usuários prefere máquinas com mais desempenho do que eficiência energética.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.