De olho no mercado móvel norte-americano, Intel anuncia chips multimodo LTE

Por Redação | 20.08.2013 às 15:20

A Intel vai passar a fornecer processadores multimodo com tecnologia LTE até o final deste mês. O lançamento da tecnologia faz parte da estratégia da empresa para competir no mercado móvel dos Estados Unidos. A notícia foi dada por Aicha Evans, vice-presidente da divisão móvel da Intel, durante uma conferência de imprensa na última segunda-feira (19).

A tecnologia LTE faz com que as CPUs e GPUs de alta velocidade da empresa se tornem ainda mais valiosas, enquanto o consumo relativamente alto de energia que esse tipo de chip requer pode ser mitigado com a tecnologia de processamento da Intel. Sem contar que a presença do LTE tem sido um fator decisivo na escolha de chips móveis da Intel em aparelhos norte-americanos.

No quarto trimestre de 2012, a fabricante de chips começou a distribuir uma solução de LTE de modo único, enquanto o chip miltimodo XMM 7160 deve chegar ao mercado até o final de agosto.

Como o próprio nome indica, uma solução LTE de modo único fornece apenas conectividade LTE, onde ela é relativamente acessível, mas não dispõe de conexão para outras bandas, caso o usuário se movimente entre diferentes redes. Já com a tecnologia LTE multimodo, os chips podem suportar diferentes redes LTE em todo o mundo, proporcionando maior alcance. Por exemplo, se uma rede LTE não estiver disponível, o XMM 7160 pode "retroceder" para tecnologias mais antigas, como o 3G.

Chip XMM 7160 LTE

Novo chip XMM 7160 LTE da Intel (Imagem: Reprodução / PCWorld)

O XMM 7160 da Intel, especificamente, vai suportar 15 bandas LTE, com consumo de energia entre 20% e 30% menor do que as soluções oferecidas pela concorrência. Ele também será fisicamente menor – cerca de 12% – do que os chips concorrentes.

Porém, a Intel ainda precisa correr atrás para alcançar a concorrência. A rival Qualcomm, por exemplo, anunciou em junho a integração multimodo (3G/4G LTE) em seus 400 processadores. De qualquer forma, o anúncio da Intel, assim como os seus planos futuros de integração, representa um elemento estratégico da empresa para impulsionar seus negócios relacionados a tecnologias sem fio.

Recentemente, a Intel, cujos processadores estão embarcados em mais de 80% dos computadores pessoais em todo o mundo, admitiu que o declínio do mercado de PCs tradicionais não deve parar, e a mudança dos consumidores para tablets e outros dispositivos móveis é o que impulsiona essa queda.