Intel Labs exibe projetos inovadores em evento na Califórnia

Por Redação | 26 de Junho de 2013 às 14h25

Esta semana, a Intel apresentou diversos projetos inovadores durante o Research @ Intel Day 2013, sua exposição anual focada em inovação. O evento acontece entre os dias 24 e 26 de junho em São Francisco, Califórnia. As apresentações no evento foram dividas em quatro áreas:

  • Enriquecimento da experiência humana: a tecnologia chegou a um ponto em que é capaz de criar experiências com base no que você gosta e/ou precisa. A Intel vai mostrar como a tecnologia pode simplificar nossas vidas.
  • A sociedade da informação: inovação focada em Big Data, privacidade e análise de dados.
  • Tecnologia essencial: inovações tecnológicas fundamentais necessárias para permitir novas experiências – muitas consideradas como ficção científica.
  • Tudo inteligente: a "internet das coisas" vai transformar nossa vida diária, trazendo capacidades computacionais para tudo, inclusive para os automóveis.

Em relação a este último tópico, na última terça-feira (25), a Intel apresentou novidades como faróis inteligentes e monitoramento da atividade cerebral do motorista, para tentar usar a tecnologia em favor de veículos e de um trânsito mais seguro.

Farol inteligente Intel Labs

Imagem: Reprodução / CIO

Justin Rattner, CTO e vice-presidente da Intel Labs, demonstrou uma tecnologia de luzes traseiras inteligentes que podem transportar dados sobre o estado do veículo. Conforme informações do CIO, este trabalho está sendo desenvolvido em parceria com a Universidade Nacional de Taiwan, e utiliza um computador portátil para modular as luzes traseiras de LED de modo que elas possam transmitir informações, como a velocidade atual do veículo, diretamente para aquele que está logo atrás dele.

Em sua demonstração, a Intel utilizou duas scooters. O condutor do segundo veículo recebia um alerta em seu painel de controle – que funciona por meio de um app em um dispositivo móvel – sempre que a scooter da frente reduzisse a velocidade, virasse ou parasse. A ideia é que a informação extra dê aos pilotos uma fração de segundo a mais para reagir em caso de atitudes repentinas.

Luzes traseiras inteligentes Intel Labs

Imagem: Reprodução / CIO

Escaneamento cerebral

Os pesquisadores da Intel também estão utilizando uma técnica de escaneamento do cérebro que utiliza infravermelho para tentar tornar as estradas mais seguras. "Estamos tentando entender melhor as pessoas, o que elas estão pensando, o que elas estão sentindo", explicou Paul Crawford, cientista de pesquisa sênior da Intel Labs. Ele disse ainda que a pesquisa se baseia na quantidade considerável de trabalho que já foi feito sobre a forma como as pessoas interagem com computadores e máquinas, como os carros, por exemplo.

Durante a demonstração feita na última terça-feira em seu evento, a Intel mostrou como está medindo a atividade cerebral de um motorista sentado em um simulador. O motorista pilota um carro de Fórmula 1 virtual ao redor de uma pista durante uma hora de teste. Os sensores infravermelhos que ficam sobre a cabeça do motorista informam aos pesquisadores dados suficientes para que entendam como funciona o cérebro durante a concentração intensa – quando o carro está sendo conduzido em alta velocidade –, e reduzida – necessária em velocidades mais baixas.

"Quando você está dirigindo, às vezes você está olhando para a estrada e prestando atenção, e às vezes você está olhando para a estrada, mas não está prestando atenção. Existem algumas diferenças sutis que eu espero, e suponho, que possamos destrinchar", disse Crawford.

Escaneamento cerebral intel labs

Imagem: Ubergizmo

Pesquisas em todo o mundo

Steve Brown, do Intel Labs, observou que a Intel realiza cerca de 250 mil entrevistas em todo o mundo anualmente para saber o que as pessoas precisam e o que querem da vida. De acordo com a CNET, essas respostas foram compiladas e analisadas, o que resultou em seis categorias: aprendizagem, entretenimento, criatividade, bem-estar, produtividade e sentir-se conectado.

Rattner, VP da Intel Labs, disse que essas categorias representam o tipo de pesquisa em curso atualmente, tanto na Intel Labs quanto no restante do mundo. Para manter a constante inovação focada no que as pessoas desejam, Rattner destaca que a Intel possui diversas instalações internacionais, incluindo o sexto e mais novo centro na China, dedicado ao desenvolvimento de infraestrutura de telecomunicações, sistemas e serviços.

Justin Rattner

Justin Rattner (Foto: Intel)

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!