[Infográfico] Como está o cenário do BYOD e do trabalho remoto no Brasil?

Por Redação | 08 de Novembro de 2012 às 18h01

Se você ainda não ouviu falar dele, com certeza não vai demorar para que se depare com alguém falando sobre BYOD. Em inglês, a sigla significa 'Bring Your Own Device', que nada mais é do que a utilização de dispositivos móveis pessoais no trabalho.

Junto com o BYOD, outra tendência que vem ganhando espaço entre as empresas do mundo inteiro é o trabalho remoto, também chamado de teletrabalho. Cada dia mais, as companhias estão implantando soluções para que seus funcionários possam trabalhar de onde quer que estejam, e não apenas do escritório.

Há quem seja a favor desses métodos, mas também existem algumas pessoas mais tradicionalistas que não se adequam ou não acreditam muito nessas maneiras de trabalho. Fato é que essa realidade está crescendo cada dia mais.

A Edelman Significa, rede de agências de relações públicas, criou um infográfico que ilustra bem o cenário da adoção de dispositivos móveis pessoais no trabalho (BYOD), consumerização e teletrabalho. Em relação ao trabalho remoto, os dados apresentados apontam que as empresas estão realmente enxergando vantagens nesse estilo de trabalho. Tanto que 91% delas pretendem implementar essa estratégia.

Essa mudança na maneira como as corporações encaram o teletrabalho resultou em uma diminuição da área física dos escritórios, com direito a um número de mesas menor do que o de funcionários empregados na companhia.

Ver seus colaboradores trabalhando de casa parece estar agradando os empregadores. O ponto principal para esse acontecimento é o bolso. 80% deles enxergam a redução de custos como o principal benefício do trabalho remoto, enquanto 65% dos empregados acreditam que a maior vantagem é a flexibilidade.

Já em relação ao BYOD, as empresas ainda estão reticentes, mas o cenário parece estar mudando. 55% das companhias admitem que vão aceitar o uso de dispositivos pessoais para acessar recursos corporativos até o final deste ano. A maior preocupação ainda é a segurança dos dados da corporação.

Segundo a pesquisa, a plataforma móvel mais apoiada pelas empresas é o Android, com 70%, seguindo dos aparelhos com sistema iOS.

Por mais que a cultura da consumerização ainda não esteja completamente ligada ao Brasil, o país já é o número 1 das Américas em relação à quantidade de dispositivos conectados por funcionário. São 5,44, enquanto o Canadá possui 5,39 e os Estados Unidos apenas 3,45.

Infográfico BYOD
Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!