IBM quer aumentar lucros com hardware até 2015

Por Redação | 19 de Maio de 2014 às 17h00

A International Business Machines, mais conhecida como IBM, continua obtendo bons lucros com as vendas de software e serviços. Porém, o mesmo não está acontecendo no setor de hardware da empresa, que passa por um momento difícil.

Os comentários surgiram um mês após a empresa registrar seu menor lucro trimestral em 5 anos, causado pela baixa demanda por servidores e serviços de armazenamento, que caiu 23% nos 3 primeiros meses deste ano.

Segundo a companhia, o crescimento na América Latina, Oriente Médio e África permanece forte e a culpa da queda nos lucros é devido à baixa receita obitda na China, cuja reforma governamental afetou seus clientes no país.

De acordo com a agência de notícias Reuters, Ginni Rometty, CEO da IBM, não demonstrou desânimo e segue confiante no sucesso do segmento de hardware da empresa. "Seguiremos em frente e alcançaremos mais indústrias e mais clientes, oferecendo mais serviços de computação na nuvem e servidores em todos os lugares", disse a executiva em uma conferência de investidores realizada na última quarta-feira (14).

O CFO da empresa, Martin Schroeter, disse que o setor de hardware deve ser estabilizado e que os investimentos em pesquisa e desenvolvimento devem continuar a todo vapor. "Francamente, nós tivemos um crescimento muito bom nos setores de software e de serviços, mas estamos tendo dificuldades com o setor de hardware. Vamos estabilizar esse setor e eu estou confiante que faremos isso ainda em 2014", disse ele.

Schroeter aproveitou a oportunidade para reiterar a meta de parcela de lucro da empresa. Segundo ele, o objetivo da empresa é fazer com que cada ação sua passe a valer pelo menos US$ 20 até 2015.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.