IBM muda planos e passará a compartilhar tecnologia com empresas chinesas

Por Redação | 23 de Março de 2015 às 10h58

Durante o Fórum de Desenvolvimento da China, realizado em Pequim, a CEO da IBM, Virginia Rometty, declarou que a empresa irá mudar a sua estratégia para o país asiático. Segundo ela, a Big Blue passará a compartilhar tecnologia com empresas chinesas e contribuirá ativamente para ajudar no desenvolvimento da indústria no país.

Para Rometty é mais interessante construir uma indústria e uma base na China do que ver o país unicamente como um destino de vendas de seus produtos e serviços. Durante o evento, que recebe patrocínio do governo chinês e reúne executivos e governantes do país, Rometty parece ter deixado claro que as empresas estrangeiras precisam adotar uma estratégia diferente para seguirem na China, onde existe uma crescente pressão política.

Apesar das dificuldades para as empresas estrangeiras, Rometty se disse entusiasmada com os novos planos da empresa para o futuro. "Se você tem um país como a China com 1,3 bilhão de pessoas, você gostaria de ter uma indústria de TI. Eu penso que algumas empresas acham isso assustador. Nós da IBM, porém, achamos que isso pode ser uma grande oportunidade", declarou.

A nova tática da IBM permitirá que a empresa auxilie as companhias locais a fabricar desde chips e processadores aos servidores baseados na arquitetura de semicondutores da companhia. No terceiro trimestre de 2013, ela passou por um período de forte queda nas vendas no mercado chinês, mas que já se estabilizou após a receita ter caído apenas 1% no país no quarto trimestre de 2014.

A medida da IBM é um tanto diferente do que as demais empresas norte-americanas de tecnologia estão adotando para o país. A maioria delas tem optado por formar parcerias com empresas locais com a esperança de que se torne mais fácil operar no país diante das dificuldades que o governo chinês impõe às empresas estrangeiras. O país tem tomado medidas para diminuir o uso de tecnologia de fabricação de outros países em resposta às recentes revelações de espionagem de grandes empresas dos Estados Unidos.

Fonte: Reuters

Fonte: http://www.reuters.com/article/2015/03/23/us-china-tech-ibm-idUSKBN0MJ14X20150323?feedType=RSS&feedName=technologyNews

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!