IBM fecha 2014 no azul e revela quais as expectativas para 2015

Por Redação | 21.01.2015 às 10:27

Nesta terça-feira (21), a IBM divulgou o resultado financeiro do último trimestre de 2014. Os números mostram que a Big Blue se saiu melhor do que o esperado graças a crescente demanda por negócios em nuvem, no entanto o lucro líquido da empresa caiu para US$ 5,48 bilhões, ou US$ 5,51 por ação nos três últimos meses de 2014. No mesmo período de 2013, a corporação havia conseguido US$ 6,19 bilhões, ou US$ 5,73 por ação.

Mesmo assim, a empresa superou a estimativa média de analistas e lucrou US$ 5,81 por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S. A receita total da companhia, porém, ficou abaixo da projeção dos analistas: US$ 24,11 bilhões - uma queda de 12% na comparação ano a ano. As informações são do Business Insider.

Quanto às metas anunciadas para 2015, a IBM levou em consideração a menor demanda por servidores e produtos de armazenamento. A previsão da empresa é que o lucro operacional fique entre US$ 15,75 a US$ 16,50 por ação neste ano. A estimativa média dos analistas é um pouco mais otimista, com o lucro alcançando US$ 16,53 por papel.

Após abandonar o plano de longo prazo de gerar lucro operacional US$ 20 por ação neste ano devido a escolha por se afastar do segmento de hardware para se focar em negócios de maior margem, como serviços em nuvem e softwares de segurança, a IBM tem adotado uma estratégia de vender empresas de baixo desempenho. Isso acontece porque a empresa quer mudar seus esforços para a computação em nuvem, ainda que a concorrência com outras líderes do mercado de tecnologia seja intensa.

No último trimestre de 2014, a empresa viu seus serviços móveis, de segurança e de nuvem crescerem consideravelmente. Para se ter uma ideia, a receita oriunda dos serviços móveis da mais do que triplicou, enquanto que a receita dos serviços de segurança cresceu 19%. Já a receita gerada pelos serviços de nuvem teve um aumento assombroso de 60%.

Fonte: http://www.businessinsider.com/ibm-q4-2014-earnings-2015-1